Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3801
Título: A Retextualização e o Processo de (re)categorização e de (re)construção de Objetos de Discurso: uma Análise de Contos"
Autor(es): VENTURIM, S. S.
Orientador: LINS, M. P. P.
Palavras-chave: retextualização
referenciação
perspectivas discursivas
Data do documento: 21-Set-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VENTURIM, S. S., A Retextualização e o Processo de (re)categorização e de (re)construção de Objetos de Discurso: uma Análise de Contos"
Resumo: RETEXTUALIZAÇÃO E O PROCESSO DE (RE)CATEGORIZAÇÃO E DE (RE)CONSTRUÇÃO DE OBJETOS DE DISCURSO: UMA ANÁLISE DE CONTOS Suellem Silva Venturim Resumo Uma nova definição para o ato de retextualizar se caracteriza pela transformação de um texto escrito no interior de um gênero textual sem alterar o gênero inicial. Essa premissa pôde ser elaborada por meio da análise do corpus selecionado que consiste no trabalho Recontando um conto: O peru de natal, desenvolvido em sala de aula pela disciplina de Comunicação e Expressão Verbal, ofertada pela PUC/SP, no primeiro semestre de 1982. Os estudantes reescreveram o conto de Mário de Andrade a partir da visão de diferentes personagens. Ou seja, o mesmo tópico foi narrado sob perspectivas discursivas diferenciadas, mantendo-se o gênero textual inicial. Essa nova forma de analisar o texto possibilita um estudo aprofundado de aspectos textuais que, muitas vezes, não são levados em consideração na releitura de textos e na produção textual de gêneros escritos. Partindo desse pressuposto, este trabalho se propõe a efetivar uma análise de textos retextualizados por alunos do 3º período do curso de graduação em Comunicação Social, com vistas a analisar o processo de referenciação e de reconstrução de objeto de discuro nos textos retextualizados. O escopo teórico fundamenta-se no processo de referenciação Koch (2004 e 2005) e na (re)construção de objeto de discurso Cavalcante (2003, 2011) e Mondada & Dubois (2003). Além disso, a teoria dos gêneros textuais, presente em Marcuschi (2008) - que aborda as noções de língua, texto, gênero, compreensão e sentido, na visão sociointeracionista da língua - também serão utilizadas. Além disso, serão retomadas as teorias inicias sobre retextualização contidas em Marcuschi (2001), Travaglia (2003) e DellIsola (2007), a fim de traçar o percurso teórico para alcançar novas perspectivas no que diz respeito a um novo conceito de retextualização. Palavras-chave: retextualização; referenciação; perspectivas discursivas.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3801
Aparece nas coleções:PPGEL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9174_Dissertação Suellen Venturim.pdf909.6 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.