Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3813
Título: Influência das características fenotípicas de machos de Heteragrion consors (Odonata: Magapodagrionidae) sobre a sua permanência em áreas de encontro entre os sexos
Autor(es): LOIOLA, G. R.
Orientador: MARCO JUNIOR, P.
Palavras-chave: Palavras-chave: controle de recursos
libélula
seleção sexu
Data do documento: 22-Fev-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: LOIOLA, G. R., Influência das características fenotípicas de machos de Heteragrion consors (Odonata: Magapodagrionidae) sobre a sua permanência em áreas de encontro entre os sexos
Resumo: 1. Heteragrion consors Selys (Odonata: Megapodagrionidae) é uma libélula que ocorre em riachos no interior de matas, apresentando machos que permaneceram por diversos dias em um mesmo poleiro ao longo da vegetação as margens do córrego, enquanto as fêmeas realizam visitas raras a estes locais em busca de parceiros e locais para deposição de ovos. 2. Os indivíduos apresentam provavelmente tolerância baixa à temperatura ambiental e radiação solar intensas, substituindo poleiros próximos a locais abertos por localidades presentes no interior das matas para evitar um aquecimento excessivo. 3. Os machos permaneceram a maior parte do tempo pousados em poleiros dispersos próximos a margens do córrego, raramente realizando ativdades aéreas ou reprodutivas. 4. A espécie realiza competição espermática e os indivíduos realizam cópulas raras e prolongadas, com os machos fornecendo guarda pós-copulatória com contato as fêmeas também em período longo, de modo a garantirem o seu investimento reprodutivo individual. 5. Os machos não apresentaram diferenças comportamentais e corporais entre si, não havendo influencia sobre a capacidade de permanência e mobilidade dos indivíduos, não distinguindo possíveis estratégias territoriais dentro da espécie. 6. A seleção sexual intra-sexual e inter-sexual aparentemente operam em intensidade baixa nesta espécie. 7. O sistema de acasalamento praticado pela espécie não esteve baseado na monopolização de recursos pelos machos e se caracterizou como um sistema de acasalamento por encontro limitado, uma vez que houve uma disponibilidade abundante de locais oviposição utilizados pela fêmea e o encontro entre machos e fêmeas foi raro. 8. A longevidade aparentemente é o fator que mais influencia o sucesso reprodutivo individual entre os machos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3813
Aparece nas coleções:PPGBAN - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_2422_Geovanni Ribeiro.pdf9.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.