Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3862
Título: Sistemática molecular, biogeografia e diversificação de Brucepattersonius (Rodentia: Sigmodontinae)
Autor(es): Dias, Dayse
Orientador: Leite, Yuri Luiz Reis
Palavras-chave: Roedor - Mata Atlântica
Filogenia
Filogeografia
Biogeografia
Marcadores biológicos
Data do documento: 31-Mar-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Brucepattersonius Hershkovitz compreende roedores cricetídeos de hábitos terrestres e semi-fossoriais que ocupam predominantemente regiões de florestas e campos subtropicais e áreas de maior altitude em zonas tropicais da América do Sul. A descrição do gênero é muito recente (1998) e muitos aspectos de sua distribuição geográfica, relações filogenéticas e processos evolutivos são pouco conhecidos. O presente estudo buscou avaliar a diversidade molecular e as relações de Brucepattersonius e inferir processos históricos ligados à diversificação do gênero a partir de uma hipótese filogenética com dados de cinco loci. Quatro linhagens evolutivas foram identificadas: três foram associadas a espécies descritas (Brucepattersonius griserufescens, Brucepattersonius soricinus, Brucepattersonius iheringi) e uma não apresenta forma nominal estabelecida (Brucepattersonius sp.). Além disso, os dados sugerem que Brucepattersonius igniventris é provavelmente um sinônimo-júnior de B. soricinus. Foi possível reconhecer dois clados supraespecíficos, um com distribuição no sudeste (B. griserufescens + Brucepattersonius sp.) e outro (B. soricinus + B. iheringi) encontrado na região sul e sudeste da Mata Atlântica. A diversificação do gênero ocorreu principalmente durante o Plioceno-Pleistoceno e sua história evolutiva parece estar relacionada à complexidade topográfica, às alterações na cobertura vegetal moduladas pelas mudanças climáticas pleistocênicas e aos movimentos neotectônicos. Os dados genéticos revelaram padrões filogeográficos idiossincráticos para as espécies. Brucepattersonius griserufescens figura como uma espécie relictual sujeita a gargalos populacionais e efeitos fundadores em ambientes alto-montanos do Parque Nacional do Caparaó. Brucepattersonius sp. e B. soricinus têm fraca estruturação demográfica associada à topografia complexa da áreas montanhosas do sudeste. Já B. iheringi apresenta sinais de expansão populacional recentes em latitudes mais ao sul da distribuição do bioma. Futuras investigações relacionadas a Brucepattersonius devem focar na descrição de novas espécies e na melhor diagnose morfológica das unidades evolutivas moleculares. Palavras-chave: Akodontini, ciclos climáticos, filogeografia, Mata Atlântica, montanhas tropicais.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3862
Aparece nas coleções:PPGBAN - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9749_Dissertação final Dayse Dias - versão BC.pdf1.93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.