Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3981
Título: Avaliação estrutural de vigas de madeira laminada colada
Autor(es): Santos, Lorenzo Lube dos
Orientador: Ferreira, Walnório Graça
Coorientador: Azevedo, Macksuel Soares de
Data do documento: 29-Ago-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Com a escassez de madeiras em dimensões apropriadas para projetos estruturais, uma técnica de adesão de peças de pequenas dimensões para constituição de vigas e pilares robustos foi desenvolvida e tem sido muito estudada em todo mundo. O produto gerado é a MLC - Madeira Laminada Colada, que possui uma série de exigências para sua confecção e determinados cuidados em sua aplicação. Com o objetivo de difundir o conhecimento a respeito deste material, foram avaliadas 24 vigas de MLC adquiridas no mercado brasileiro, sendo 12 confeccionadas com Lyptus® e as demais com Pinus Eliotti, madeiras de espécies exóticas oriundas de manejo florestal. O adesivo utilizado na colagem das lâminas de madeira foi à base de Emulsão de Polímero Isocianato EPI com gramatura fixa de 180g.m-2. Foram realizadas as devidas inspeções visuais nas vigas, assim como ensaios mecânicos em corpos de prova para verificação da resistência à compressão, à tração e ao cisalhamento tanto na madeira quanto no adesivo. As vigas foram avaliadas estruturalmente por métodos de ensaio não destrutivos, obtendo valores para os módulos de elasticidade dinâmicos, que foram comparados com os resultados obtidos pelo método tradicional de flexão estática. Após obtenção das características elásticas, as vigas foram sujeitas a ruptura, tendo as falhas sido avaliadas juntamente com o respectivo módulo de ruptura. De maneira geral, mesmo com desconformidades nas etapas de produção, as vigas de MLC analisadas obtiveram bons resultados e demonstraram que o material é um produto de potencial substituição da madeira maciça em estruturas de alto padrão.
With the scarcity of wood in appropriate dimensions for structural designs, a technique of joining small pieces to establish robust pillars and beams was developed and has been extensively studied worldwide. The generated product is called Glulam - Glued Laminated Timber - which owns a number of requirements for their manufacture and certain care for their application. Aiming the spread of the knowledge about this material 24 glulam beams, acquired in the Brazilian market, were evaluated, among which 12 were made of Lyptus® and the other of Pinus Eliotti, exotic species woods arising from handling forest. The adhesive used for bonding the veneers was based on Emulsion Polymer Isocyanate - EPI - with the fixed weight of 180g.m-2. Appropriate visual inspections were performed on the beams, as well as mechanical tests on specimens to verify the resistance to compression, traction and shear, both in wood and in the adhesive. The beams were structurally evaluated by non-destructive testing methods, obtaining values for the dynamic modules of elasticity which were compared with the results obtained by the traditional method of static bending. After obtaining the elastic characteristics, the beams are subject to breakage, having been evaluated failures along with their modulus of rupture. Overall, even with discontinuities in the stages of production, the analyzed glulam beams obtained good results and demonstrated that the material is a product of potential replacement for solid wood in structures of high standard.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/3981
Aparece nas coleções:PPGEC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8492_Lorenzo Lube dos Santos.pdf4.35 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.