Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4074
Título: Influência da fraude e da clandestinidade nas perdas técnicas de energia elétrica
Autor(es): Donadel, Clainer Bravin
Orientador: Sousa, Gilberto Costa Drumond
Coorientador: Varejão, Flávio Miguel
Palavras-chave: Perda de energia elétrica
Data do documento: 31-Mar-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: As perdas de energia em sistemas de distribuição vêm recebendo uma maior atenção por parte das empresas de energia elétrica de todo o mundo. Em especial, no Brasil, metas cada vez mais rígidas de perdas são estabelecidas pela agência reguladora para cada ano do ciclo tarifário. Empresas cujos índices de perdas ultrapassem os limites estabelecidos correm o risco de ter este excedente não reconhecido na tarifa, tendo que arcar com o prejuízo. Diante deste cenário é fundamental conhecer o comportamento das perdas. O primeiro passo neste sentido é apurar o nível de perdas técnicas e, por diferença a partir das perdas totais, apurar o nível de perdas não técnicas. Este trabalho apresenta as principais metodologias de cálculo de perdas técnicas em sistemas de distribuição existentes, destacando o nível de informações requeridas em cada uma. Naturalmente metodologias mais precisas requerem um maior detalhamento da rede elétrica existente. Diante das diversas metodologias apresentadas, uma se destaca: a metodologia apresentada por Meffe (2001), em implantação na EDP Escelsa, baseada na utilização de curvas de carga típicas e no ajuste uniforme dos consumos feitos a partir das medições de alimentadores e subestações. Como aprimoramento da metodologia de Meffe (2001), é apresentado neste trabalho um ajuste no cálculo das perdas técnicas levando em consideração diretamente informações sobre as perdas não técnicas (comerciais). Para isso, foi proposto o uso de dados históricos de inspeções realizadas em campo (histórico de consumidores fraudadores), tanto em consumidores BT como em consumidores MT, para estimar as perdas não técnicas em cada transformador e corrigir diferenciadamente o consumo dos clientes para ajustar o cálculo das perdas técnicas. Em seguida, é proposto um novo ajuste na metodologia, de modo a considerar em seu cálculo também a influência de consumidores clandestinos, que não estão cadastrados na base de dados da concessionária. Os resultados da nova metodologia são avaliados de forma comparativa com a metodologia de Meffe, e são apresentadas as restrições de sua utilização. Foi verificado que a base histórica de inspeções e de retirada de clandestinos deve ser confiável, pois insumos de baixa qualidade podem prejudicar de forma significativa o resultado final.
Energy losses in distribution systems have been receiving greater attention from electric power companies all over the world. In Brazil, in special, stricter loss goals are being set by the regulating agency for each year of the tariff cycle. Companies whose loss rates overpass the set limits risk having such excess unaccounted for in the tariff, having to assume the responsibility for the losses. In face of such a scenario, it is fundamental to understand loss behavior. The first step towards this is to assess the technical loss level and, conversely from the total losses, to assess the non-technical losses. This paper presents the chief existing methodologies for technical loss calculation in the distribution systems, highlighting the information level required in each one. Naturally, more precise methodologies require greater detailing of the existing electric network. Among the several methodologies presented, one stands out: the methodology presented by Meffe (2001), in EDP Escelsa implantation, based on the use of typical load curves and on the uniform adjustment of consumptions elaborated from feeder and substation measurements. As an improvement to Meffe´s methodology (2001), this paper presents an adjustment in technical loss calculation, directly taking into account information about non-technical losses. To that end, it was proposed the use of historical data of inspections carried out in the field (history of cheating consumers), both in LV consumers and in MV consumers, to estimate non-technical losses in each transformer and to differentially correct the clients´ consumption in order to adjust technical loss calculation. Next, a new methodology adjustment is proposed, so as to also consider in its calculation the influence of clandestine consumers, who are not enrolled in the concessionary database. The new methodology results are evaluated in a comparative way with Meffe´s methodology, and restrictions to its use are shown. It was found that the historical base of inspections and the withdrawal of illegal consumers must be reliable, since low quality input might significantly damage the final results.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4074
Aparece nas coleções:PPGEE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2763_DissertacaoMestradoClainerBravinDonadel.pdf1.11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.