Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4077
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGarcia, Anilton Salles-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:32:31Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:32:31Z-
dc.identifier.citationFAVORETO, Felipe Pedroni. Plano de controle GMPLS para redes ópticas de transporte. 2009. 139 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Tecnológico.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4077-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accesseng
dc.titlePlano de controle GMPLS para redes ópticas de transportepor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc621.3-
dc.subject.br-rjbnSistemas de transmissão de dadospor
dc.subject.br-rjbnRedes de computaçãopor
dcterms.abstractO crescimento contínuo do tráfego da Internet demanda a cada momento uma nova tecnologia para transportar os dados a velocidades cada vez maiores. As redes Optical Transport Networks (OTN), baseadas na multiplexação Dense WavelengthDivision Multiplexing (DWDM) e nas já existentes Synchronous Optical Network (SONET)/ Synchronous Digital Hierarchy (SDH), surgiram como uma tecnologia capaz de responder a esse desafio. No entanto, o crescimento em complexidade das redes OTN com o uso de dispositivos reconfiguráveis implica em custos de operação cada vez mais altos. O Generalized Multi-protocolo Label Switching (GMPLS) surge como uma solução de plano de controle a fim de permitir o aprovisionamento de serviços de forma transparente sobre a rede OTN. Este trabalho tem como objetivo relacionar as recomendações da International Telecommunications Union (ITU) sobre redes OTN e as recomendações do Internet Engineering Task Force (IETF) relativas ao GMPLS a fim de obter uma solução consistente e genérica de um plano de controle para as redes OTN. Para alcançar o objetivo é realizado um estudo de ambos os padrões OTN e GMPLS, identificando em que ponto há uma conexão entre eles. É analisado como o GMPLS deve representar os recursos da rede OTN e quais as extensões dos protocolos do GMPLS que devem ser utilizadas para o estabelecimento de caminhos ópticos em uma rede OTN. A validação da proposta do plano de controle é feita através do desenvolvimento de modelos de simulação discreta no OMNET++.por
dcterms.creatorFavoreto, Felipe Pedroni-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2009-09-25-
dcterms.languageporeng
dcterms.subjectComunicações óticaspor
dcterms.subjectTelecomunicaçõespor
dcterms.subjectRedes ópticas de transportepor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Elétricapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEngenharia Elétricapor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Elétricapor
dc.contributor.refereeRibeiro, Moisés Renato Nunes-
dc.contributor.refereeAbelém, Antonio Jorge Gomes-
dc.contributor.advisor-coSegatto, Marcelo Eduardo Vieira-
Aparece nas coleções:PPGEE - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2766_DissertacaoMestradoFelipePedroniFavoreto.pdf1.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.