Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4111
Título: Modelos Fractais para a Funcao de Vizinhanca na Analise Topografica de Componentes Independentes
Autor(es): Klaus Fabian Coco
Palavras-chave: Fractais
Processamento de imagens
Variáveis latentes
Data do documento: 1-Out-2007
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Klaus Fabian Coco, Modelos Fractais para a Funcao de Vizinhanca na Analise Topografica de Componentes Independentes
Resumo: Este trabalho propõe o uso de descritores fractais no critério topográfico na Análise Topográfica de Componentes Independentes (TICA topographic Independent Component Analyses) como uma implementação melhorada do modelo existente. A implementação proposta visa contribuir para a melhoria da representação de imagens pelo modelo TICA, em especial, aquelas que possuem características estatísticas fractais, como, por exemplo, as imagens naturais. A Análise de Componentes Independentes (ICA independent Component Analysis) é um método não-supervisionado de separação cega de fontes estatisticamente independentes, utilizando para representação de sinais e imagens através de um modelo linear. Estudos mostram que esse método é o que melhor representa o comportamento de células simples do córtex visual primário do sistema de visão humano. Uma extensão desse método, denominada TICA, mostra-se capaz de modelar o comportamento das células complexas dessa mesma região do córtex visual, responsável pela organização espacial das células simples através de iterações laterais entre os neurônios e da resposta à orientação de fase. Nesse sentido, a proposta de uso de funções fractais no modelo topográfico é capaz de adequá-lo à modelagem do comportamento das células do córtex visual secundário, sem a perda da capacidade de modelar o comportamento das células do córtex visual primário. Para os testes aqui apresentados foram selecionadas imagens artificiais, naturais e sintéticas, para avaliar a adequação da metodologia proposta. Os resultados obtidos são bastante encorajadores, e mostram quem a TICA baseada em modelos fractais é adequada para tratar imagens com características fractais estatísticas de alta-ordem.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4111
Aparece nas coleções:PPGEE - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_2341_TeseDoutoradoKlausFabianCoco.pdf7.95 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.