Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4187
Título: Estudo de Corrosão em Tubulações de Gás de Coqueria
Autor(es): VIEIRA, W. P.
Orientador: MACEDO, M. C. S.
Palavras-chave: Corrosão
Gás de Coqueria
condensado
Data do documento: 17-Dez-2004
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: VIEIRA, W. P., Estudo de Corrosão em Tubulações de Gás de Coqueria
Resumo: Dentro do processo siderúrgico integrado, são produzidos diversos tipos de gases, sendo o mais importantes, sob o ponto de vista do valor energético, aqueles provenientes da produção de coque e de gusa, denominados, respectivamente, gás de coqueria (COG- Coke Oven Gas) e de Alto-Forno (BFG - Blast Furnace Gas). Estes Gases, se não forem adequadamente tratados, apresentam como característica uma atividade corrosiva intensa, devido à presença de umidade e de agentes corrosivos. Como resultados, as tubulações de aço para o transporte destes gases falham por entupimento e perfuração, como no caso do gás de Coqueira. Foram imensos em condensado, por até seis meses, corpos de prova em aço ASTM 283-C no interior de potes de selagem da tubulação de gás COG. A taxa de corrosão e a perda total de espessura foram determinadas por ensaios químicos de perda de massa. Acaracterização da composição do produto de corrosão foi realizada pela difratometria de raios-X, espectrofotometria no infravermelho, espectrometria de fluorescência, espectroscopia Mössbauer e pelas microscopias eletrônica de varredura e óptica. Palavra chave: Corrosão, Gás de Coqueria, condensado
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4187
Aparece nas coleções:PPGEM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_632_Wander Pacheco.pdf3.59 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.