Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4194
Título: Estudo da Resistência ao Desgaste Abrasivo de Ferros Fundidos Brancos Alto Cromo e Molibidênio
Autor(es): Cintia
Orientador: SCANDIAN, C.
Coorientador: MELLO, J. D. B.
Data do documento: 7-Jul-2006
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Cintia, Estudo da Resistência ao Desgaste Abrasivo de Ferros Fundidos Brancos Alto Cromo e Molibidênio
Resumo: O desempenho dos Ferros Fundidos Brancos Alto Cromo (FFBAC) no que tange ao desgaste abrasivo numa dada aplicação, é função não somente da microestrutura e propriedades do material , mas, também, de parâmetros do tribosistema. Assim, este trabalho tem como objetivo investigar os efeitos da composição química e do tribosistema sobre a resistência ao desgaste destas ligas contendo até 9% de molibdênio. Foram utilizadas 20 diferentes ligas com uma razão Cr/C igual a 10. Os teores de cromo empregados foram 16, 20 e 24%, em peso, para as hipoeutéticas , 28% para a eutética e 32% para as ligas hipereutéticas. Os teores de molibdênio para cada composição de cromo foram de 0, 3, 6 e 9%. Para avaliação da resistência ao desgaste abrasivo foram utilizados ensaios do tipo pino sobre disco nas configurações a dosi e três corpos, isto é, pino lixa, em geral todas as ligas com matrizes ferrito-perlíticas apresentara, maior taxade desgaste. Já no que se refere à configuração a 3 corpos, as ligas sem molibdênio apresentaram um aumento na taxa de desgaste com o aumento do teor de cromo. Para ligas com molibdênio, o comportamento foi semelhante para todas, exceto para as hipereutéticas que apresentaram uam taxa de desgaste maior. Analisaram-se os micromecanismos presentes, sendo que pra ao teste a dois corpos, isto é, pino/lixa, as superfícies de desgaste das amostras apresentaram o microcorte como micromecanismo predominante. A diferença entre as ligas se deu na intensidade, na profundidade de riscos e nas regiões inter-riscos. As indentações múltiplas e dúcteis perfazem a quase totalidade nas superfícies desgastadas no ensaio a três corpos. A exceção se faz nas ligas hipereutéticas com 6 e 9% em peso de molibdênio onde se verifica a presença do micromecanismo frágil evidenciado pelo trincamento e arrancamento de carbetos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4194
Aparece nas coleções:PPGEM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_650_Dissertação Final.pdf8.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.