Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4194
Título: Estudo da resistência ao desgaste abrasivo de ferros fundidos brancos alto cromo e molibdênio
Autor(es): Regattieri, Cíntia Nunes Braga
Orientador: Scandian, Cherlio
Coorientador: Mello, José Daniel Biasoli de
Data do documento: 7-Jul-2006
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O desempenho dos Ferros Fundidos Brancos Alto Cromo (FFBAC) no que tange ao desgaste abrasivo numa dada aplicação, é função não somente da microestrutura e propriedades do material, mas, também, de parâmetros do tribosistema. Assim, este trabalho tem como objetivo investigar os efeitos da composição química e do tribosistema sobre a resistência ao desgaste destas ligas contendo até 9% de molibdênio. Foram utilizadas 20 diferentes ligas com uma razão Cr/C igual a 10. Os teores de cromo empregados foram 16, 20 e 24%, em peso, para as hipoeutéticas, 28% para a eutética e 32% para as ligas hipereutéticas. Os teores de molibdênio para cada composição de cromo foram de 0, 3, 6 e 9%. Para avaliação da resistência ao desgaste abrasivo foram utilizados ensaios do tipo pino sobre disco nas configurações a dois e três corpos. Para a configuração a dois corpos, isto é, pino lixa, em geral todas as ligas com matrizes ferrito-perlíticas e ferríticas apresentaram maior taxa de desgaste. Já no que se refere à configuração a 3 corpos, as ligas sem molibdênio apresentaram um aumento na taxa de desgaste com o aumento do teor de cromo. Para as ligas com molibdênio, o comportamento foi semelhante para todas, exceto para as hipereutéticas que apresentaram uma taxa de desgaste maior. Analisaram-se os micromecanismos presentes, sendo que para o teste a dois corpos, isto é, pino/lixa, as superfícies de desgaste das amostras apresentaram o microcorte como micromecanismo predominante. A diferença entre as ligas se deu na intensidade, na profundidade de riscos e nas regiões inter-riscos. As indentações múltiplas e dúcteis perfazem a quase totalidade nas superfícies desgastadas no ensaio a três corpos. A exceção se faz nas ligas hipereutéticas com 6 e 9% em peso de molibdênio onde se verifica a presença do micromecanismo frágil evidenciado pelo trincamento e arrancamento de carbonetos.
The performance of high chromium white cast iron (HCWCI) reggarding abrasive wear is a function of both the materials microstructure and properties and the tribosystem parameters. Thus, this work intends to evaluate the effects of chemical composition and tribological conditions on the wear resistance of HCWCI with different molybdenum contents (0, 3, 6 and 9 wt%). Twenty different alloys were estudied with a fixed Cr/C ratio of 10. The chromium contents were 16, 20 and 24 wt% for the hypoeutectic, 28 wt% for the eutectic and 32 wt% for the hypereutectic alloys. The abrasive wear resistance were evaluated by pin-on-disk (two-body configuration) and three-body abrasive wear tests. For the two-body configuration, the alloys with ferritic and perlitic matrix showed the highest wear rates. The wear rates of Mo free alloys tested with a in three-body configuration test increased with the chromium content. For the compositions with Mo alloying, the behavior abrasive was almost the same, except for the hypereutectic alloys with higher wear rates. The micro mechanisms involved were analyzed. For the two body tests (pin-on-disc), the worn samples surfaces showed micro cutting as prevailing micro mechanism. Differences between the alloys were detected by differences in both the intensity and depth of grooves and the inter groove region morphology. Multiple ductile indentations covered almost the totality of the worn surfaces in the threebody tests, except for the hypereutectic alloys (6 and 9 % Mo), which presented a brittle micromechanism detected by detachment and cracking of carbides.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4194
Aparece nas coleções:PPGEM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_650_Dissertação Final.pdf8.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.