Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4291
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMARTINELLO, M.
dc.date.accessioned2016-08-29T15:33:22Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T15:33:22Z-
dc.identifier.citationMAFIOLETTI, D. R., Crops Uma Proposta de Comutador Programável de Código Aberto para Prototipação de Redespor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4291-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleCrops Uma Proposta de Comutador Programável de Código Aberto para Prototipação de Redespor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractRedes Definidas por Software (SDN) prometem um caminho tecnológico para fortalecer os usuários com habilidade de inovar em suas redes. Porém, a diversidade de switches de rede que suportam SDN ainda é um obstáculo para os engenheiros de rede dispostos a desenvolver aplicações inovadoras devido a implementação do hardware ser fechada e proprietária. Essa diversidade implica em desafios significantes no controle dos switches SDN e o desenvolvimento de aplicações SDN de alta performance, o que não contempla um dos pilares de SDN: permitir a pesquisa e inovação em redes de computadores. Esse trabalho explora o limite de alguns equipamentos commodities de rede, tal como o switch Mikrotik RouterBoard, no qual seu firmware original é substituído pelo OpenWRT, uma distribuição baseada no GNU Linux, juntamente com o Open vSwitch (OvS), um switch virtual de código aberto independente de hardware. Como prova de conceito, o protótipo foi implementado em switches comerciais de baixo custo, conduzindo experimentos com o objetivo de analisar certas características do protocolo OpenFlow portadas nestes equipamentos, como quantidade máxima de entradas na tabela de fluxo, a vazão de dados possível utilizando tamanhos variados de pacotes de rede, comparando seus resultados com a implementação original disponibilizada pelo fabricante e a influência da utilização do CPU do switch no resultado. Por fim, foi construído um switch com balanceamento de carga estocástico utilizando tabelas de grupos, um recurso disponível no OpenFlow a partir da versão 1.2, que somente foi possível graças à natureza de código fonte aberto das ferramentas escolhidas. Esta combinação de plataformas abertas representa um passo natural no desenvolvimento, implementação, e avaliação de aplicações SDN.por
dcterms.creatorMAFIOLETTI, D. R.
dcterms.issued2015-08-31
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Informáticapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Informáticapor
dc.contributor.refereeLUCENA, S. C.
dc.contributor.refereePereira Filho, J. G.
dc.contributor.advisor-coVILLACA, R. S.
Aparece nas coleções:PPGI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_9190_336ª Ata - Diego Rossi Mafioletti.PDF600.4 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.