Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4359
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAzevedo, Celso Oliveira-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:33:47Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:33:47Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4359-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleSistemática dos Pristocerinae (Hymenoptera, Bethylidae) com parâmeros duplospor
dc.typedoctorThesisen
dc.subject.udc57-
dc.subject.br-rjbnZoologia-
dc.subject.br-rjbnEntomologia-
dc.subject.br-rjbnHimenóptero-
dc.subject.br-rjbnBethylidae-
dc.subject.br-rjbnVespas-
dcterms.abstractPristocerinae são amplamente distribuídos desde os trópicos até as regiões temperadas do mundo, sendo atualmente compostos por 19 gêneros e cerca de 800 espécies. Estudos cladísticos mostram que Pristocerinae são monofiléticos, no entanto, a classificação de alguns gêneros ainda permanece inconsistente e as relações internas entre os mesmos não conhecidas. Caloapenesia Terayama, 1995, e Pseudisobrachium Kieffer, 1904 são os únicos gêneros de Pristocerinae que apresentam parâmeros duplos. Terayama (1996) analisou os gêneros de Pristocerinae cladisticamente, mas não investigou a fundo a presença de parâmeros duplos como uma possível sinapomorfia para a relação entre Caloapenesia e Pseudisobrachium. Terayama (1996) apresentou Pseudisobrachium como grupo-irmão de Protisobrachium e juntos formando um clado com Neoapenesia Terayama, 1995 suportado por apresentar notáulices ausentes ou indistintas e hipopígio com três hastes. Entretanto, estes caracteres são encontrados em outros gêneros da subfamília, e não foram investigados alguns caracteres diagnósticos destes três gêneros. No estudo de Terayama (1996), o hipopígio de Caloapenesia foi interpretado como tendo apenas uma haste, embora o próprio autor do gênero, em 1995, tenha ilustrado as hastes laterais inconspícuas, indicando que este gênero compartilharia uma das sinapomorfias do clado rotisobrachium+Pseudisobrachium+Neoapenesia. Neoapenesia também apresenta uma projeção apical no basiparâmero, que pode ser homóloga ao segundo parâmero de Caloapenesia e Pseudisobrachium, mas este caráter não havia sido descrito para o gênero e não foi analisado na única análise cladística feita para a subfamília. Além da falta de delimitação cladística, a maioria dos gêneros de Pristocerinae tem menos de dez espécies descritas, e é conhecida restrita às regiões Afrotopical e Oriental. Caloapenesia tem atualmente apenas três espécies válidas descritas e é restrito à região Oriental. Muitos de seus caracteres considerados diagnósticos são compartilhados por outros gêneros, e alguns caracteres não haviam sido observados para o táxon. Os objetivos deste trabalho foram revisar taxonomicamente Caloapenesia; descrever um gênero novo com parâmero duplo; investigar a homologia do parâmero duplo dos três gêneros de Pristocerinae que o possuem; investigar a homologia entre a projeção de Neoapenesia com o parâmero duplo de Caloapenesia e Pseudisobrachium; testar a monofilia e investigar as possíveis relações de parentesco destes gêneros.por
dcterms.abstractPristocerinae are widely distributed from the tropics to the temperate regions of the world. It is currently comprised of 19 genera and about 800 species. Cladistic studies show that Pristocerinae are monophyletic. However, the classification of some genera still remains inconsistent and the internal relations between them are unknown. Caloapenesia Terayama, 1995 and Pseudisobrachium Kieffer, 1904 are the only Pristocerinae genera that have paramere doble. Terayama (1996) analyzed the genera of Pristocerinae cladistically, but did not thoroughly investigate the presence of paramere doble as a possible synapomorphy for the relationship between Caloapenesia and Pseudisobrachium. Terayama (1996) presented Pseudisobrachium as a sister-group of Protisobrachium forming a clade along with Neoapenesia Terayama, 1995. That clade is supported by having absent or indistinct notauli and hypopygium with three stalks. However, these characters are found in other genera of the subfamily and some diagnostic characters of these three genera were not investigated. In the study of Terayama (1996), the hypopygium of Caloapenesia was interpreted as having only one stalk, although the author of the genus himself, in 1995, had illustrated the side stems inconspicuous, indicating that this genus shared the synapomorphies of the clade Protisobrachium+Pseudisobrachium+Neoapenesia. Neoapenesia also presents an apical projection on the basiparamere, which may be homologous to the second paramere ofCaloapenesia and Pseudisobrachium, but this character had not been described for thegenus and was not analyzed in the only cladistic analysis made for the subfamily. Besides the lack of cladistic delimitation, most genera of Pristocerinae have less than ten described species and are restricted to the Afrotropical and Oriental regions. Currently, Caloapenesia has only three valid species described and is restricted to the Oriental region. Many of the characters that are considered diagnostic are shared by other genera, and some characters have not been observed for the taxon. The objectives of this study were to review Caloapenesia taxonomically; describe a new genus with double paramere; investigate the homology of the double paramere of the three genera of Pristocerinae that have it; investigate the homology between the Neoapenesiaprojection with the double paramere of Caloapenesia and Pseudisobrachium; test the monophyly and investigate the phylogenetic relations of these genera-
dcterms.creatorGobbi, Fernanda Tonini-
dcterms.formatText-
dcterms.issued2013-02-22-
dcterms.languagepor-
dcterms.subjectCaloapenesiapor
dcterms.subjectGênero novpor
dcterms.subjectPseudisobrachiumpor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Biologia Animal)por
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqBiologia Geral-
dc.publisher.courseDoutorado em Biologia Animalpor
dc.contributor.refereeFaria Junior, Luiz Roberto Ribeiro-
dc.contributor.refereeBarreto, Francisco Candido Cardoso-
dc.contributor.refereeFeitosa, Rodrigo dos Santos Machado-
dc.contributor.refereeSalles, Frederico Falcão-
Aparece nas coleções:PPGBAN - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6327_Fernanda Tonini.pdf22.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.