Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4388
Título: Preservação de mananciais sob a ótica da sobrevivência : história e sustentabilidade a partir do Rio Santa Maria da Vitória/ES
Autor(es): Miranda, Cynthia Lopes Pessoa de
Orientador: Mendonça, Eneida Maria Souza
Palavras-chave: Mananciais Urbanos
Preservação
História
Data do documento: 4-Dez-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MIRANDA, Cynthia Lopes Pessoa de. Preservação de mananciais sob a ótica da sobrevivência: história e sustentabilidade a partir do Rio Santa Maria da Vitória/ES. 2009. 171, [5] f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Artes.
Resumo: Este trabalho busca entender o problema da preservação dos mananciais nas cidades brasileiras sob a ótica da sobrevivência, a partir de uma perspectiva histórica. Acerca do termo sobrevivência, propõe-se considerar dois sentidos. O primeiro ligado ao uso popular geral, o continuar a viver depois de um determinado acontecimento, referindo-se tanto aos mananciais quanto aos excluídos urbanos, neste contexto marcado pela produção capitalista da cidade, que é desigual em sua própria essência e tem como resultado a degradação ambiental e social. Já o segundo sentido considerado, refere-se aos mananciais urbanos em si, ao colocar sobrevivência como aquilo que permanece como prova e exemplo de uma condição mais nova, de um novo estado da sociedade, mas que perdeu sua utilidade, função ou significado. De fato, isso se expressa, de forma geral, nas cidades brasileiras, onde os espaços fluviais têm se caracterizado como meras sobrevivências, espaços residuais, degradados, desprezados, desvalorizados. Dessa forma, propõe-se tratar essa problemática, entender essa condição atual dos mananciais urbanos brasileiros, a partir da análise histórica de dois lugares bastante distintos conectados por um mesmo manancial, o Rio Santa Maria da Vitória/ES: Santa Leopoldina, município da região central serrana do Espírito Santo localizado no início da parte navegável do rio; e Ilha das Caieiras, tradicional bairro do município de Vitória ligado à vida no manguezal, localizado na região da foz do mesmo rio. A partir do resgate histórico de Santa Leopoldina e Ilha das Caieiras/Vitória, será possível destacar duas questões, respectivamente, apesar das duas aparecerem em ambos. Aquela que diz respeito ao processo de desbravamento e povoamento do território brasileiro, a degradação ambiental que remonta o período da colonização do Brasil, a exploração econômica da Colônia pela Metrópole, as cidades formadas e localizadas em função de interesses econômicos, etc.; e aquela relacionada ao já citado processo de produção social da cidade, historicamente e intrinsecamente desigual por estar fundamentada no modo de produção capitalista. Esta análise permitirá entender a preservação dos mananciais sob a perspectiva da sobrevivência, nos vários sentidos propostos. Palavras-chave: Mananciais Urbanos; Preservação; História.
This paper focuses on the problem of preservation of the fountainheads in the brazilian cities from the optical of survival, from a historical perspective. About the term survival, it is proposed to consider two directions. The first related to the general popular use, continuing to live after a certain event, referring to both, the fountainheads and the urban excluded, in this context marked by the capitalistic production of the city, which is uneven in its very essence and is result in environmental and social degradation. The second effect considered, refers to urban fountainheads themselves, to put survival as what remains as proof and example of a younger condition of a new state of society, but that has outlived its usefulness, function or meaning. In fact, this is expressed, generally, in Brazilian cities, where river spaces have been characterized as mere survival, residual spaces, degraded, despised, devalued. Of this form, it is proposed to treat this problem, understand the current condition of the Brazilian urban fountainheads from the historical analysis of two very different places connected to the same source, the Santa Maria da Vitória/ES River: Santa Leopoldina, a city of the central highlands of Espírito Santo located at the beginning of the navigable part of the river, and Ilha das Caieiras, traditional neighborhood in the city of Vitória linked on life in the mangrove, located in the region of the mouth of the same river. After the historical rescuing of Santa Leopoldina and Ilha das Caieiras/Vitória, it's possible to highlight two issues, respectively, although the two appear in both. One that refers to the process of clearing and settlement of Brazilian territory, the environmental degradation that goes back to the colonization of Brazil, the economic exploration of the colony by the metropolis, the cities formed and located in terms of economic interests, etc.., and that related to the aforementioned process of social production of the city, historically and intrinsically unequal because it is based on the capitalist mode of production. This analysis will serve to understand the preservation of fountainheads from the perspective of survival, in many ways available.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4388
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_3652_Dissertação de Mestrado_Cynthia L. Pessoa de Miranda.pdf14.07 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.