Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4395
Título: A Identidade Social e a Constituição Territorial: o papel das dinâmicas econômicas na conservação do patrimônio sócio-ambiental.
Autor(es): NICOLAU, A. R.
Orientador: ALMEIDA, R. H.
Data do documento: 1-Set-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NICOLAU, A. R., A Identidade Social e a Constituição Territorial: o papel das dinâmicas econômicas na conservação do patrimônio sócio-ambiental.
Resumo: A presente pesquisa constitui numa abordagem das trajetórias urbanas de dois Municípios, Alegre e Muqui. Partindo da análise das identidades socioespaciais presentes nos referidos Municípios, o estudo aqui proposto identifica as formas de adaptação e transformação de núcleos distintos a partir do processo urbano industrial que modificou os meios de produção, definindo uma nova conjuntura para a divisão do trabalho. Ao se iniciar o século XX, o desenvolvimento passa a ser vinculado com a idéia de transformação urbano industrial dos espaços que agregavam as relações sociais. No contexto atual, a identidade socioespacial ganha importância na inserção de cidades em arranjos locais e regionais, influenciando a composição econômica, social e política de dada sociedade. Sendo assim, a identidade passa a incorporar a dimensão social, a novos arranjos socioeconômicos, refletindo assim na apropriação do espaço geográfico e reprodução do território de forma a resguardar traços de unicidade que o constituíram historicamente. Palavras-chave: Território, Identidade, Socioespacial.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4395
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4088_Dissertação final_20-12-13.pdf4.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.