Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4395
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorAlmeida, Renata Hermanny de-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:34:05Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:34:05Z-
dc.identifier.citationNICOLAU, Alexandre Ricardo. A identidade socioespacial e a constituição territorial: o papel das dinâmicas econômicas na conservação do patrimônio. 2010. 179 f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Artes.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4395-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accesseng
dc.titleA identidade socioespacial e a constituição territorial : o papel das dinâmicas econômicas na conservação do patrimôniopor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc72-
dc.subject.br-rjbnIdentidade socialpor
dc.subject.br-rjbnEspaço (Arquitetura)por
dc.subject.br-rjbnPlanejamento urbano - Muqui (ES)por
dcterms.abstractA presente pesquisa constitui numa abordagem das trajetórias urbanas de dois Municípios, Alegre e Muqui. Partindo da análise das identidades socioespaciais presentes nos referidos Municípios, o estudo aqui proposto identifica as formas de adaptação e transformação de núcleos distintos a partir do processo urbano industrial que modificou os meios de produção, definindo uma nova conjuntura para a divisão do trabalho. Ao se iniciar o século XX, o desenvolvimento passa a ser vinculado com a idéia de transformação urbano industrial dos espaços que agregavam as relações sociais. No contexto atual, a identidade socioespacial ganha importância na inserção de cidades em arranjos locais e regionais, influenciando a composição econômica, social e política de dada sociedade. Sendo assim, a identidade passa a incorporar a dimensão social, a novos arranjos socioeconômicos, refletindo assim na apropriação do espaço geográfico e reprodução do território de forma a resguardar traços de unicidade que o constituíram historicamente.por
dcterms.abstractThis research is an approach to the urban trajectories of two Municipalities, Muqui Alegre. Analyzing the socio-spatial identities present in these municipalities, the study proposed here identifies the forms of adaptation and transformation of distinct nucleus as from the urban process that changed the means of production, defining a new juncture for the division of labor. At the start of the twentieth century, the process began to be linked with the idea of urban transformation of the industrial spaces that aggregate the social relations. In the present context, the sociospatial identity gains importance for the insertion of the cities in local and regional arrangements, influencing economically, socially and politically. So, the identity incorporates the social dimension, the new socioeconomic arrangements, reflecting the appropriation of geographic space and reproduction of the territory in order to guard traces of unity that constituted historically.eng
dcterms.creatorNicolau, Alexandre Ricardo-
dcterms.formattexteng
dcterms.issued2010-09-01-
dcterms.languageporeng
dcterms.subjectTerritóriopor
dcterms.subjectIdentidade Socioespacialpor
dcterms.subjectMuqui (Alegre-ES)por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqArquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.courseMestrado em Arquitetura e Urbanismopor
dc.contributor.refereeMonte-Mór, Roberto Luís de Melo-
dc.contributor.refereeMiranda, Clara Luiza-
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4088_Dissertação final_20-12-13.pdf4.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.