Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4403
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMENDONCA, E. M. S.
dc.date.accessioned2016-08-29T15:34:06Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T15:34:06Z-
dc.identifier.citationBISSOLI, D. C., Grafite: Paisagem Urbana Marginal. A inserção do grafite na paisagem urbana de Vitória (ES).por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4403-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleGrafite: Paisagem Urbana Marginal. A inserção do grafite na paisagem urbana de Vitória (ES).por
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractA presente dissertação se desenvolve acerca de uma das formas de arte característica da paisagem urbana contemporânea, o grafite, e sua relação com o espaço urbano contemporâneo. O fenômeno analisado remete tanto ao registro do cotidiano urbano na antiguidade, como à ação subversiva de grupos marginais na década de 1970 em Nova York. Além de apresentar uma breve abordagem histórica, caracterizando o grafite como uma arte da rua, que vem ocupando espaços oficiais de exposição, este estudo, baseado em pesquisa desenvolvida na cidade de Vitória, capital do estado brasileiro do Espírito Santo, analisa a inserção do grafite na paisagem do lugar, como um fenômeno urbano insurgente. O estudo reconhece então a amplitude crescente da difusão da estética inerente ao grafite em ambientes e mídias diversos, optando, porém, por abordá-lo em seu meio original, o espaço urbano, com destaque para seu aspecto transgressor. A pesquisa envolve identificação, classificação e análise das manifestações de grafite estampadas no espaço urbano de Vitória a partir de percurso marcado por intensos fluxos cotidianos. O registro do grafite por meio de levantamento cartográfico e fotográfico foi adotado como o principal suporte para analisar o seu efeito sobre a paisagem. Em caráter complementar, contribuíram para a compreensão da atividade artística em questão, entrevistas realizadas com seus praticantes. Os resultados do estudo indicam entre outros aspectos, a inserção de Vitória na contemporaneidade urbana, reconhecendo-se em seus grafites uma outra urbanidade que insurge a partir de um dos modos de vivenciar a cidade, deslocados das práticas oficiais urbanas, embora, gradativamente cooptadas.por
dcterms.creatorBISSOLI, D. C.
dcterms.issued2011-08-31
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismopor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Arquitetura e Urbanismopor
dc.contributor.refereeBARTALINI, V.
dc.contributor.refereeMIRANDA, C. L.
Aparece nas coleções:PPGAU - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_5058_BISSOLI_DC_2011_smaller.pdf20.13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.