Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4553
Título: Prevalência de infecção pelos vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV-1/2) em população adulta, atendida nas unidades de saúde no município de Vitória-ES
Autor(es): Orletti, Maria do Perpétuo Socorro Vendramini
Orientador: Pereira, Fausto Edmundo Lima
Coorientador: Miranda, Angélica Espinosa Barbosa
Palavras-chave: HTLV-1
HTLV-2
Prevalência
População geral
Data do documento: 31-Ago-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: ORLETTI, Maria do Perpétuo Socorro Vendramini. Prevalência de infecção pelos vírus linfotrópicos de células T humanas (HTLV-1/2) em população adulta, atendida nas unidades de saúde no município de Vitória-ES. 2012. 91 f. Dissertação (Mestrado em Doenças Infecciosas) - Programa de Pós-Graduação em Doenças Infecciosas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Resumo: Introdução: Existem poucos estudos realizados em amostras populacionais sobre a soroprevalência da infecção pelos vírus linfotrópicos de células T humanas tipo 1 e 2 (HTLV-1/2) e não se conhece a soroprevalência dessa infecção no Município de Vitória-ES. Objetivos: a) Determinar a prevalência sorológica da infecção por HTLV-1/2 em uma amostra de adultos, que procuram atendimento nos serviços de saúde do Município de Vitória -ES; b) Discriminar os tipos de HTLV encontrados; c) investigar possíveis formas de transmissão e fatores associados; d) georeferenciar a população da amostra e os casos positivos. Métodos: Estudo transversal, de setembro de 2010 a dezembro de 2011, em indivíduos de ambos os sexos, com 18 anos ou mais, residentes no município de Vitória-ES. Amostras de sangue venoso foram coletadas e submetidas à pesquisa de anticorpos anti-HTLV-1/2 por meio de imunoensaio quimioluminescente (CMIA). Indivíduos com resultado CMIA reativo foram submetidos à nova coleta de sangue para repetição do CMIA, e seguido por PCR em tempo real para confirmar e discriminar a infecção pelos tipos virais. Resultados: Foram testadas 1502 amostras, sendo 52,7% (791/1502) do sexo feminino e 47,3% (711/1502) do sexo masculino, distribuídas nas seis regiões de saúde, de acordo com a estimativa populacional do ano de 2009, no Município de Vitória-ES. A soroprevalência geral para HTLV-1/2 na amostra foi de 0,6% (9/1502; IC 95%; 0,2 - 1,0%). A taxa de infecção foi de 0,84% em homens (6/711; IC 95%; 0,17 - 1,51%), e 0.38% em mulheres (3/791; IC 95%; 0 - 0,81%). Sete amostras foram positivas para HTLV-1, uma amostra positiva para HTLV-2 e uma amostra não caracterizada. Conclusões: A prevalência encontrada (0,6%) é considerada intermediária. Os dois tipos virais (HTLV-1 e HTLV-2) estão presentes, com maior ocorrência do HTLV-1. Nenhuma das variáveis testadas permaneceu associada ao HTLV-1/2 no modelo final de regressão logística, mas foi importante à contaminação via transfusão de sangue, ocorrida antes de 1993, em três indivíduos. O georeferenciamento mostrou uma maior proporção de casos positivos nos naturais do Espírito Santo, originados de município do Norte do Estado, próximo à Bahia. PALAVRAS CHAVES: HTLV-1; HTLV-2; Prevalência; População geral; Vitória; Brasil.
Introduction: There are few studies in samples of the general population on the seroprevalence of infection by human T cell lymphotropic virus type 1 and 2 (HTLV1/2) and the seroprevalence of this infection in the municipality of Vitoria-ES is not known. Objectives: a) To determine the prevalence of serological infection by HTLV1/2 in a sample of adults who seek care in the health services of the municipality of Vitoria -ES, b) To discriminate the types of HTLV found c) To investigate possible ways of transmission and associated factors; d) To establish the location by georeference of the positive cases in the sample of the population. Methods: a cross sectional study performed from September 2010 to December 2011, in individuals of both sexes, aged 18 or older residing in Vitória-ES. Venous blood samples were collected and submitted to search for anti-HTLV-1/2 antibodies by chemiluminescent immunoassay (CMIA). Individuals with CMIA reactive results were submitted to new blood collection for retesting of the CMIA, followed by PCR in real time to confirm and discriminate the infection by viral types.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4553
Aparece nas coleções:PPGDI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5887_.pdf2.81 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.