Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4594
Título: Mortalidade por Cirrose Hepática e Etiologia da Cirrose e do Carcinoma Hepatocelular no Espírito Santo: Participação dos Vírus B e C das Hepatites e do Alcoolismo Crônico.
Autor(es): Gonçalves, PL
Orientador: Pereira, FEL
Palavras-chave: Cirrose hepática
carcinoma hepatocelular
alcoolismo


Data do documento: 1-Mar-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: Gonçalves, PL, Mortalidade por Cirrose Hepática e Etiologia da Cirrose e do Carcinoma Hepatocelular no Espírito Santo: Participação dos Vírus B e C das Hepatites e do Alcoolismo Crônico.
Resumo: Existem poucos estudos sobre mortalidade e etiologia da cirrose hepática (CH) e do carcinoma hepatocelular (CHC) no Brasil. Objetivos: Avaliar a mortalidade por cirrose hepática no Espírito Santo e a etiologia da cirrose e do CHC diagnosticados no Hospital Universitário Cassiano Moraes (HUCAM), em Vitória, ES. Material e métodos: revisão de todas as declarações de óbito (DO) do Espírito Santo, entre 2000 e 2010, e revisão dos prontuários dos casos que foram atendidos no HUCAM antes da morte para confirmar a etiologia. Revisão dos prontuários dos casos de cirrose e CHC atendidos no HUCAM entre 1993 e 2011, nos quais alcoolismo crônico, vírus da hepatite B (VHB) e vírus da hepatite C (VHC) foram investigados em todos os casos para estudo da etiologia. Resultados: A mortalidade anual média por cirrose hepática ajustada por idade e padronizada pela população mundial foi de 19,8/100.000 em homens e 4,3/100.000 em mulheres. A análise das DO não permitiu avaliar a etiologia da CH em 51% dos casos. Quando a etiologia pode ser identificada o alcoolismo crônico foi responsável por 81,5% dos casos. As DO que tiveram a etiologia confirmada por revisão do prontuário do atendimento antes do óbito, nos quais houve investigação simultânea de alcoolismo crônico, VHB e VHC, mostraram que o alcoolismo era responsável isoladamente por 40,5% dos casos e os vírus das hepatites B e C por 44,9%, comprovando superestimação do alcoolismo como etiologia da cirrose nas DO. A análise de 1516 casos de cirrose atendidos no HUCAM revelou que as etiologias mais frequentes foram: alcoolismo crônico isolado em 39,7%; VHC isolado em 14,5%, VHB isolado em 13,1%. Em 16,1% dos casos, o alcoolismo crônico estava associado com a infecção pelo VHB (7,5%) ou VHC (8,6%). A esteatohepatite não alcoólica (EHNA) foi responsável por 4,4% dos casos. Em 9,8% dos casos, a cirrose foi considerada criptogênica. A associação entre alcoolismo crônico e infecção por VHB e VHC diminui as médias de idade ao diagnóstico e aumenta a frequência de CHC associado à cirrose. A análise de 274 casos de CHC atendidos no HUCAM revelou que o principal fator etiológico do CHC diagnosticado no ES foi a infecção pelo VHB em 37,6% (23,4% isoladamente e em 14,2% associado ao alcoolismo), sendo a infecção pelo VHC responsável por 22,6% (13,5% isoladamente e 9,1% associado ao alcoolismo); o alcoolismo crônico foi fator isolado em 17,1% e 19,3% dos casos foram considerados criptogênicos. Conclusões: No Espírito Santo: (a) a taxa de mortalidade média anual de cirrose hepática é intermediária em relação à observada em outras regiões, (b) há superestimação do alcoolismo na etiologia da cirrose hepática nas declarações de óbito, (c) os principais fatores etiológicos isolados de CH são, respectivamente, o alcoolismo crônico, VHC e VHB; alcoolismo crônico é frequentemente associado à infecção pelo VHC ou VHB, reduzindo a idade ao diagnóstico da CH e aumentando a frequência de CHC associado (d) as principais etiologias de CHC são VHB, VHC e alcoolismo crônico, confirmando o Espírito Santo como uma região com prevalência intermediária de infecção crônica pelo VHB. Palavras chaves: cirrose hepática, carcinoma hepatocelular, alcoolismo, vírus da hepatite B, vírus da hepatite C, mortalidade, etiologia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4594
Aparece nas coleções:PPGDI - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6309_.pdf2.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.