Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4731
Título: Aplicação de ICP-MS e ICP OES no estudo do perfil inorgânico de amostras de cocaína de rua
Autor(es): Amorim, Zanata Brandão
Orientador: Athayde, Geisamanda Pedrini Brandão
Palavras-chave: Elementos inorgânicos
Química forense
Quimiometria
Data do documento: 27-Abr-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: O uso abusivo de drogas tornou-se um problema global que tem graves consequências, tanto para os usuários de drogas quanto para a sociedade. A determinação dos constituintes inorgânicos de drogas ilícitas pode ser usada para indicar a sua qualidade (pureza e concentração de outros componentes das drogas). Além disso, variações na composição e pureza da droga pode ser usada para formular hipóteses sobre a estrutura do mercado ilegal de drogas, principalmente em relação a sua distribuição. Foram analisados cinquenta e duas amostras de cocaína de rua que foram apreendidas em diferentes regiões do Estado do Espírito Santo Brasil. O pré-tratamento das amostras consistiu em digerir 0,1 g da amostra com 6 mL de HNO3 5% v/v em um forno de micro-ondas com sistema fechado e posterior diluição da amostra para 15 mL. Espectrometria de emissão ótica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES) ou Espectrometria de massa com plasma indutivamente acoplado (ICP-MS) foram então usadas para determinar as concentrações de Al, Ca, Cu, Fe, Mn, Mg, Zn, Mo, Co, Pb e P nestas amostras. O procedimento foi verificado através de testes de recuperação em duas concentrações (50 e 100 μg L-1). Os dados resultantes foram depois analisados estatisticamente. Usando a Análise Hierárquica de Cluster (HCA) foi possível obter uma diferenciação entre as regiões de apreensão. Correlações de Pearson permitiram correlacionar as concentrações dos elementos com os compostos químicos que são utilizados na produção e adulteração da cocaína. Boxplot confirmou a distinção entre as regiões de apreensão.
The abusive use of drugs has become a global problem that has serious consequences for both drug users and society. Determining the inorganic constituents of illicit drugs can be used to indicate the quality (the purity and concentration of other constituents of the drugs). Variations in drug purity can be used to formulate hypotheses about the structure of the illegal drug market in terms of differences in distribution and delivery. Fifty two street cocaine samples that were seized in different regions of the Espírito Santo State of Brazil were analysed. The sample pretreatment consisted of digesting 0.1 g of a sample with 6 mL 5% v/v HNO3 in a microwave closed-vessel system after diluting the sample to a 15mL volume. Inductively coupled plasma optical emission spectrometry (ICP OES) or inductively coupled plasma mass spectrometry (ICP-MS) were then used to determine the concentrations of Al, Ca, Cu, Fe, Mn, Mg, Zn, Mo, Co, Pb and P in these samples. The accuracy of the procedures was verified using recovery tests at two concentrations (50 and 100 µg L-1 ). The resulting data were then statistically analysed. Using Hierarchical Cluster Analysis (HCA) was possible differentiation of the seizure Regions. Pearson correlations allowed to correlate the elemental concentrations with the chemicals compounds that are used in the production and adulteration of cocaine. Boxplot analysis confirmed the distinction of the seizure regions.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4731
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8662_Zanata Brandão Amorim.pdf1.84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.