Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4744
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorGreco, Sandro José-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:35:41Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:35:41Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4744-
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleSíntese e estudo de ancoragem molecular de novos híbridos contendo os núcleos 1,4-naftoquinônico, quinolínico e 1,3,5-triazínico com potencial atividade antineoplásicapor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc54-
dc.subject.br-rjbnProteínas-
dcterms.abstractO câncer é uma das doenças mais temidas pela sociedade, sendo uma das principais causas de morte em todo o mundo. Desta maneira, estudos contínuos buscando compreender seus mecanismos de evolução são imprescindíveis para que se possa erradica-lo do organismo. Embora a quimioterapia seja amplamente empregada em praticamente todos os casos de câncer, a resistência a múltiplas drogas tende a diminuir a eficiência deste tratamento. Para contornar esta problemática, o conceito de hibridação molecular vem sendo explorado entre os químicos orgânicos sintéticos, a fim obter fármacos variados que explorem diferentes mecanismos de ação. Nas últimas décadas, a descoberta de vias de sinalização superexpressas em células cancerosas permitiu uma nova abordagem na terapêutica com efeitos colaterais diminuídos nos pacientes e eficiência elevada. Dentre elas, as enzimas PI3K e AMPK merecem destaque por constituírem vias de sinalização que desencadeiam uma grande quantidade de outras enzimas envolvidas no progresso do câncer, como Akt, mTOR e ERK 1/2. Neste contexto, o presente trabalho está baseado na síntese e estudo de ancoragem molecular utilizando as enzimas PI3K e AMPK como proteínas- alvo de híbridos contendo os núcleos naftoquinonas, quinolinas e triazinas - com reconhecida atividade antitumoral. Os resultados de ancoragem mostraram que a maioria dos híbridos propostos possui energia de interação receptor/ligante superiores aos fármacos controle para suas respectivas enzimas, sugerindo a inibição dessas vias de sinalização como possível forma de ataque ao câncer. Além disso, a natureza das interações e os resíduos de aminoácidos envolvidos na formação do complexo receptor/ligante são semelhantes para os fármacos controle e os candidatos propostos, corroborando com a assertiva feita acerca do mecanismo de ação baseada na análise da magnitude da energia de interação. Resultados satisfatórios também foram alcançados na síntese dos candidatos a fármaco: um híbrido quinolínico-naftoquinônico 120, um triazino- naftoquinônico 125 (ambos inéditos) e um triazino-quinolínico 127 foram sintetizados.por
dcterms.creatorFiorot, Rodolfo Goetze-
dcterms.formattext-
dcterms.issued2015-09-04-
dcterms.languagepor-
dcterms.subjectCâncerpor
dcterms.subjecthíbridos molecularespor
dcterms.subject1por
dcterms.subject4-naftoquinonapor
dcterms.subjecttriazinapor
dcterms.subjectAncoragem molecular-
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Químicapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqQuímica-
dc.publisher.courseMestrado em Químicapor
dc.contributor.refereeSantos, Reginaldo Bezerra dos-
dc.contributor.refereePinheiro, Sérgio-
Aparece nas coleções:PPGQUI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_9160_Rodolfo Goetze Fiorot.pdf12.14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.