Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4771
Título: Caracterização Estrutural, Morfológica e Magnética da Dupla Perovsquita Ca2MnReO6.
Autor(es): SOUZA, D. O.
Orientador: ORLANDO, M. T. D.
Coorientador: BELICH JUNIOR, H.
Data do documento: 26-Mai-2009
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, D. O., Caracterização Estrutural, Morfológica e Magnética da Dupla Perovsquita Ca2MnReO6.
Resumo: Compostos com estrutura tipo perovsquita dupla ordenada, A2BBO6 (onde A é um cátion divalente e B é um metal de transição) têm despertado grande interesse científico e tecnológico nos últimos anos. Esses materiais apresentam propriedades magnéticas bem definidas e fortemente correlacionadas com a estrutura, embora de maneira complexa. Esses e outros aspectos colocaram esses compostos como fortes candidatos para produzir dispositivos com aplicação na eletrônica de spin, ou spintrônica. Em especial, se destacam as perovsquitas duplas com base de rênio, ou seja, aquelas em que o sítio B é ocupado por um átomo desse tipo. As perovsquitas duplas têm sido estudadas desde a década de 1960, no entanto, o recente contexto tecnológico da spintrônica foi o grande responsável pelo desenvolvimento acelerado na área desses compostos. Este trabalho descreve a síntese e a caracterização estrutural e magnética da perovsquita dupla Ca2MnReO6 através das técnicas de difração a absorção de raios x por luz síncrotron, microscopia eletrônica de varredura e medidas de susceptibilidade magnética em função da temperatura. As imagens de microscopia eletrônica mostraram uma homogeneidade de tamanho e forma das partículas na amostra. Utilizou-se o refinamento Rietveld para se obter os parâmetros estruturais do composto. Esse refinamento indicou uma fase cristalográfica única na amostra, além de fornecer dados para que fosse possível o cálculo da valência do Re nessa estrutura. Os resultados obtidos pelo Rietveld concordam com as medidas de absorção de raios x e indicam uma valência formal (ou efetiva) para o átomo de Re de +5,5. Isso é interpretado admitindo-se que existem na estrutura do composto átomos de Rênio com valência Re+5 e valência Re+6, alternando com ligações onde os átomos de Mn apresentam, respectivamente, valência Mn+3 e Mn+2. As medidas de susceptibilidade magnética indicam transição de fase em torno de 120 K e um estado tipo spin glass abaixo dessa temperatura. Um possível modelo para os resultados magnéticos pode ser dado admitindo uma contribuição pífia, ou nula, dos momentos magnéticos dos átomos de Re nessa dupla perovsquita.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4771
Aparece nas coleções:PPGFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_3658_.pdf2.29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.