Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4783
Título: As Tecnologias da Informação e Comunicação no Ensino de Gravitação​: Implicações Sobre a Prática Pedagógica e Aprendizagem de Estudantes
Autor(es): Polonine, Thiago Araujo
Orientador: Coelho, Geide Rosa
Data do documento: 11-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Partirmos do pressuposto de que o Conhecimento Científico é socialmente construído, validado e comunicado e que o processo de aprendizagem em Ciências se dá por enculturação e não por descoberta. No entanto, apesar desse processo envolver a interação social, buscamos um patamar em que o sujeito entenda, de forma pessoal, as diferentes formas de ver o mundo. Nessa mesma perspectiva, para uma tomada de consciência científica por parte dos alunos, é essencial haja intervenção e negociação, através da prática da argumentação, encorajando-os a desenvolver novos esquemas de conhecimento que se adaptem melhor às experiências pedagógicas vivenciadas. Assim, as atividades de discussão em grupo constituem a essência dessa prática. Nessa perspectiva, desenvolvemos e implementamos um Projeto Piloto no ano de 2012, numa proposta de utilização da Rede Social Facebook no Ensino de Física. Dada a visão positiva dos estudantes com relação à atividade, construímos uma Unidade de Ensino versando sobre a temática Gravitação, onde estudamos seus efeitos sobre a aprendizagem dos estudantes. Buscou-se estruturá-la com atividades que agrupam alguns dos principais Conteúdos Digitais Multimídia utilizados atualmente no ensino de ciências: como animações, simulações, vídeos, além de outros recursos da internet como as Redes Sociais, onde utilizamos os marcadores propostos por Vieira; Nascimento (2009) na busca por evidências da prática argumentativa. A aplicação integral da Unidade de Ensino se deu no primeiro trimestre letivo do ano de 2013 em quatro turmas de primeira série do Ensino Médio da EEEFM 'Ary Parreiras' (SEDU). Os resultados apresentados apontam indícios da apropriação dos conceitos científicos explorados nas atividades para a maioria dos casos. Encaramos essa evidência como fruto da negociação de novos significados potencializados pelos ambientes educacionais propostos em nossa investigação, num processo dialógico que envolveu a conversação, introduzindo os sujeitos em uma nova cultura. Verificamos, também, indícios que sinalizam para concepções alternativas que persistiram ao final da experiência educacional, plausíveis para um processo de formação ainda em andamento. Com relação à Atividade de Debate no Facebook, verificamos a viabilidade da utilização dos marcadores propostos por Vieira; Nascimento (2009) na busca por evidências da prática argumentativa. Nossas análises sinalizaram, também, para a necessidade da mediação em uma prática dessa natureza, para que haja uma maior negociação de significados entre os sujeitos, potencializando o processo de enculturação científica objetivado. Como produto dessa investigação, construímos um Caderno concernente às Atividades desenvolvidas ao longo da pesquisa educacional. Assim, vislumbramos a possibilidade de que o presente material possa ser utilizado por professores de Física que pretendam experimentar o viés tecnológico no Ensino de Gravitação e conceitos correlatos.
We start from the point that the scientific knowledge is socially built, validated and communicated and that the learning process in science happens through enculturation instead of through discovery. Notwithstanding, despite this process involving social interaction, we strive for a method in which the subject understands, on a personal level, the different ways of seeing the world. Using the same perspective, for the taking of scientific conscience of students, it is essential that an intervention and negotiation happen, through argumentative practices, encouraging the students to develop new knowledge schemes that adapt better to the pedagogic experiences that they’ve had. This way, the group discussion activities make up the essence of this practice. Using this perspective, we developed and implemented a Pilot Project in 2012, proposing the use of the Facebooksocial network in the physics teaching. Given the positive reaction of the students, we built a Teaching Unit about the theme of Gravitation, where we studied its effects on the student’s learning. We structured it with activities that make up some of the main multimedia digital contents used these days in the science teaching such as animations, simulations, videos and different internet resources like social networks, where we used the fillers proposed by Vieira; Nascimento (2009) looking for evidences of the argumentative practice. The full length application of the learning unit happened in the first trimester of 2013 in four classes of the first gradeof high school at EEEFM ‘Ary Parreiras’ (SEDU). The results presented show indication of appropriation of the scientific concepts explored in the activities in most cases. We interpreted this evidence as a result of the negotiation of new meanings empowered by the proposed educational environments in our investigation; in a dialogical process that involved conversation, introducing the subjects to a new culture. We also verified indications that point to the alternative conceptions that persisted until theend of the educational experience, plausible for a formation process still in progress. Relating to the Facebookdebate activity, we verified the viability of using the fillers proposed by Vieira; Nascimento (2009) in the search for argumentative practiceevidences. Our analysis also indicated that there is a need for mediation in a practice of this nature, aiming that there is a bigger meaning negotiation between the subjects, empowering the intended scientific enculturation process. As a product of this investigation, we built a Notebook concerning the activities developed during the educational research. This way, we hope to make it possible that the present material can me used by physics teachers that intend to experiment the technologic bias in the Gravitation teaching and corresponding concepts.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4783
Aparece nas coleções:PPGENFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7878_Thiago Polonine20140909-162100.pdf98.73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.