Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4784
Título: Supercondutividade: Uma Proposta de Inserção no Ensino Médio
Autor(es): Vieira, David Menegassi
Orientador: Gomes, Thiéberson da Silva
Data do documento: 30-Jul-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Equipamentos de alta tecnologia fazem parte do cotidiano do cidadão comum na atualidade, como por exemplo: smarthphones, Tvs Led, GPS, equipamentos de ressonância magnética e outros. No entanto, ele pouco sabe sobre os conceitos de Física Moderna e Contemporânea (FMC), que dão origem a estas tecnologias que tanto facilitam e melhoram sua vida. Na literatura, diversos documentos de referência e autores abordam o tema. Um dos documentos, a Lei de Diretrizes e Bases LDB/1996 (LDB, 1996) relata que o ensino médio precisa oferecer ao estudante: domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna (LDB, artigo 36, § 1º, inciso I). Não distante deste, autores como Terrazan (1992), Valadares e Moreira (1998), Ostermann (1998) e tantos outros apontam nobres justificativas para a imediata inserção de Tópicos de FMC no Ensino Médio. Diante desta breve problematização, esta dissertação foi desenvolvida sob aspectos teóricos da Teoria de Transposição Didática de Yves Chevallard (1991) e da Aprendizagem Significativa de David Ausubel (1980) com o uso do mapeamento conceitual de Joseph Novak (1999). A primeira, trata do trabalho para transformar um conhecimento da comunidade acadêmica, para aquele que fará parte dos livros e em seguida será tratado em sala de aula. Astolfi (2011), desenvolve a partir dos trabalhos de Chevallard, 5 regras que darão ao conteúdo transposto, maiores possibilidades de sucesso e permanência no currículo onde está implantado. A segunda, permitirá avaliar o avanço cognitivo e conceitual realizado pelos estudantes durante o trabalho com a utilização de mapas conceituas e se a sequência didática desenvolvida é potencialmente significativa. O trabalho foi realizado com estudantes do turno matutino, do terceiro ano do ensino médio de uma escola estadual do Estado do Espírito Santo. A aplicação de alguns questionários permitiu levantar diversos dados, sendo tratados através deles, o desempenho do professor, aquilo que os alunos poderiam saber sobre temas de Física Moderna e Contemporânea e seu interesse em estuda-los, o mapeamento da faixa etária da amostra, o seu interesse por programas científicos, a sua conectividade a internet e a experiência no uso de alguns softwares, a avaliação dos recursos instrucionais e por fim um questionário auto avaliativo do aluno. Além daqueles obtidos através dos mapas conceituais sob a ótica de Mendonça (2012), vídeos, exercícios, atividades de pesquisa e demais atividades propostas, que permitiram verificar o impacto da sequência didática ao nível do ensino médio. Por fim, a sequência didática desenvolvida neste trabalho pode ser uma alternativa para a inserção e manutenção de Tópicos de Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio, mas vale ressaltar que o mesmo não é uma solução definitiva para as dificuldades em colocar à disposição do aluno os conhecimentos das tecnologias que o rodeiam, mas ser uma alternativa para tal fim.
High-tech equipment is part of ordinary people’s lives, i.e.: smartphones, LED TV's, GPS, MRI machines and others. However, the common citizen knows little about the concepts of Modern and Contemporary Physics (FMC) which origin these technologies that both facilitate and improve his/her routine. In the literature, many authors and reference documents address to the theme. One of the documents, the Law of Guidelines and Bases -LDB/1996 (LDB, 1996) reports that high school must provide the student: "dominance of scientific and technological principles underlying modern production" (LDB, Article 36, § 1, section I). Not far from this, authors like Terrazan (1992), Valadares and Moreira (1998), Ostermann (1998) and many others point out noble justifications for the immediate insertion of FMC Topics in High School. Once this brief questioning has been stated, the present paper was developed under the theoretical aspects of the Theory of Didactic Transposition Yves Chevallard (1991) and the Meaningful Learning of David Ausubel (1980) with the usage of conceptual mapping Joseph Novak (1999). The first is the "task” to get knowledge from the academic community, and turn it into a content that will be present on the books and handled in the classrooms. Astolfi (2011), developed 5 rules from the work of Chevallard, enabling huge possibilities of success and permanence in the curriculum where such content was transposed. The second will assess cognitive and conceptual improvement students had made during their work with concept maps and whether the instructional sequence was potentially meaningful. The study was conducted with senior students from the morning shift of a public high school in the state of Espírito Santo. The application of some questionnaires allowed to gather data such as teacher performance, what students could learn about Modern and Contemporary Physics topics and their interest in studying them, mapping the age of the samples, their interest in scientific programs, their internet connectivity and experience in the use of some software, the evaluation of instructional resources and at last a self -evaluation questionnaire. We also added videos, exercises, research activities and other proposed activities, which allowed us to verify the impact of the instructional sequence at the high school level to the concept maps from the perspective of Mendonça (2012), Finally, the instructional sequence developed in this paper can be a second path for the insertion and maintenance of Modern and Contemporary Physics Topics in high school, but it is noteworthy that it is not a permanent solution to the difficulties of making knowledge of the technologies that surround us available to the students , but rather an alternative way to achieve that purpose.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4784
Aparece nas coleções:PPGENFIS - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8057_David Menegassi-V2.pdf5.15 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.