Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4846
Título: Degradação de solos sob pastagens na bacia do rio Alegre-ES: cobertura do solo e indicadores de qualidade
Autor(es): MONTEIRO, E. C.
Orientador: BURAK, D. L.
Coorientador: PASSOS, R. R.
Data do documento: 27-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MONTEIRO, E. C., Degradação de solos sob pastagens na bacia do rio Alegre-ES: cobertura do solo e indicadores de qualidade
Resumo: O rápido processo de degradação do solo sob práticas agrícolas no mundo, principalmente nos países de clima tropical em desenvolvimento, despertou a preocupação com a sustentabilidade da exploração agrícola. Um exemplo responsável por extensas áreas degradadas no Brasil são as pastagens, que em geral, apresentam naturalmente algumas limitações tais como: baixa fertilidade, elevada acidez, topografia acidentada, compactação elevada, e má drenagem. Para tanto são utilizadas indicadores de qualidade de solo para monitorar os níveis de pastagens degradadas podendo ser caracterizados por atributos químico, físico e biológico do solo, pois estes são mensuráveis e influenciam na capacidade do solo na produção das culturas ou no desempenho das funções ambientais. O objetivo do presente projeto é compreender a influência do relevo (altitude, declividade e faces de exposição) nos indicadores de qualidade do solo que melhor identificam os níveis de degradação das pastagens. O levantamento de dados será realizado em quatro áreas de pastagem uma área de mata (referência) na bacia do rio Alegre, Alegre-ES. As áreas de pastagens serão selecionadas de acordo com diferentes níveis de degradação. Serão coletadas amostras deformadas e indeformadas em três profundidades (0-5; 5-20; 60-80 cm) onde serão realizadas análises químicas do solo de (0-5, 5-20 e 60-80): pH, teores de Ca2+, Mg2+, K+, Na+, Al3+, H++Al3+; P ; P-remanescente, SB; T; t; V, m e COT; NT, CE, e análises físicas do solo realizadas serão: Granulométrica, DP, DS, estabilidade de agregados, porosidade total, macro e microporosidade, ADA, GF, e RP nas profundidades de 0-5, 5-20 e 60-80 cm e para analise biológicas serão realizadas: Carbono da biomassa microbiana, respiração microbiana, quociente metabólico, matéria orgânica leve, C/N na profundidades de 0-5, 5-20 cm. Para avaliação geral da distribuição dos dados e amplitude de variação dos atributos, serão realizadas análises descritivas, análise de componentes principais, correlações de Pearson e Análise discriminante. Espera-se identificar atributos mais sensíveis nas diferentes situações de degradação encontradas dentro de diferentes condições de relevo e gerar banco de dados com atributos químicos, físicos e biológicos para espacialização dos níveis de degradação na bacia do rio Alegre e formação de banco de dados para elaboração de modelos de qualidade do solo para diferentes níveis de degradação para a bacia do rio Alegre.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4846
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_7193_Edevaldo Castro Monteiro.pdf825.33 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.