Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4863
Título: Fertilizantes nitrogenados estabilizados e de liberação lenta: volatilização e disponibilidade para planta
Autor(es): RIBEIRO, V. J.
Orientador: ANDRADE, F. V.
Coorientador: PASSOS, R. R.
Palavras-chave: fertilizantes de liberação lenta
fertilizantes estabilizado
Data do documento: 23-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: RIBEIRO, V. J., Fertilizantes nitrogenados estabilizados e de liberação lenta: volatilização e disponibilidade para planta
Resumo: Novas tecnologias em fertilizantes têm sido desenvolvidas e amplamente utilizadas para minimizar perdas e aumentar a eficiência, a exemplo dos fertilizantes de liberação lenta, e estabilizada. Este estudo foi dividido em dois experimentos: um experimento em laboratório (ambiente controlado) e um em casa de vegetação. O experimento em laboratório teve por objetivo avaliar as perdas de N-NH3 por volatilização. Os tratamentos seguiram esquema fatorial 5 x 3 x 2 em que os fatores em estudo foram: cinco fontes de fertilizantes nitrogenados (ureia convencional - UC; ureia combinada com zeólita - UZ; ureia revestida com enxofre - US; ureia revestida com NBPT - UNBPT; e ureia combinada com material orgânico organomineral - UO); três épocas de aplicação (Época 1: 100 %; Época 2: 50 % + 50 % e Época 3: 33,4 % + 33,3 % + 33,3 %) e dois manejos (aplicação superficial ou incorporado ao solo), com três repetições. O experimento foi conduzido utilizando câmara coletora semiaberta livre estática (SALE) para captura da NH3 por um período de 25 dias com as coletas e trocas das espumas realizadas no 2º, 4º, 7º, 9º, 11º, 14º, 16º, 18º, 21º, 23º e 25º dias após o início do experimento. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, sendo seus efeitos desdobrados em contrastes e a curva de volatilização de NH3 (produção acumulada de N-NH3) com o tempo de incubação foi ajustada a equações logísticas Y = a/1+e-(b+cx). O experimento em casa de vegetação teve por objetivo avaliar a eficiência de fontes nitrogenadas de liberação controlada e estabilizados no desenvolvimento inicial de Coffea arabica L. Os tratamentos seguiram esquema fatorial 6 x 3 em que os fatores em estudo foram: seis fontes de fertilizantes nitrogenados (ureia convencional UC; nitrato de amônio NA; ureia revestida com enxofre elementar US; ureia revestida com enxofre elementar e polímero USP; ureia combinado com material orgânico UO; e ureia combinado com material orgânico e NBPT - UONBPT); três épocas de aplicação do fertilizante (Época 1: 100 %; Época 2: 50 % + 50 % e Época 3: 33,4 % + 33,3 % + 33,3 %). O experimento foi conduzido por 150 dias. Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, sendo seus efeitos desdobrados em contrastes. Os resultados indicaram a seguinte ordem crescente de volatilização de NNH3: UZ < US < UC < UNBPT < UO, independente da época e do manejo adotado. Para todas as fontes utilizadas ocorreu diminuição das perdas de 20,45 % para 12,29 % quando parceladas as fontes, e de 19,63 % para 13,95 % quando as mesmas foram incorporadas. Para o teor e conteúdo de N nas folhas observou a seguinte ordem: UC > NA > US > USP > UO > UONBPT, contrariando os efeitos benéficos em relação ao fornecimento de N para os fertilizantes com tecnologia associada em relação à fonte convencional - Ureia.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4863
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8588_Vinicius Jose Ribeiro.pdf1.33 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.