Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4864
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorMENDONCA, E. S.-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:36:28Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:36:28Z-
dc.identifier.citationRIBEIRO, J. J., Nitrogênio, carbono e agregação do solo sob sistemas de uso no território do Caparaó-ESpor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4864-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleNitrogênio, carbono e agregação do solo sob sistemas de uso no território do Caparaó-ESpor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractAs técnicas de conservação do solo, como cobertura vegetal, objetivam conservar ou aumentar os teores de matéria orgânica para manter em equilíbrio os atributos químicos, físicos e biológicos do solo. Sistema de aporte constante de matéria orgânica como os sistemas agroecológicos, surge como alternativa viável quando comparado aos sistemas convencionais de cultivo. O uso de sistemas que apresentam maior diversificação vegetal e arborização como os sistemas agroecológicos, aumentam o aporte de matéria orgânica, reduzem as perdas de Nitrogênio (N) e Carbono (C), aumentando a capacidade de infiltração de água no solo, a agregação, e reduzindo a lixiviação de nutrientes. Diante disso o objetivo geral deste trabalho foi comparar diferentes sistemas de manejo de cafezais, (agroflorestais e a pleno sol) com mata nativa e pastagem, avaliando os impactos desses sistemas no acumulo de diferentes formas de N e C e sua relação com a agregação do solo. O estudo foi realizado em propriedades de agricultores familiares, no distrito de Feliz Lembrança, Alegre, ES. Foram selecionados sistemas com diferentes tipos de uso: café agroecológico, café a pleno sol, pastagem degradada e uma área de referência (mata). Foram coletadas amostras de solo nas camadas de 0-5, 5-10, 10-20 e 20-40 cm, para a caracterização do solo em cada sistema avaliado. Os solos foram avaliados quanto às formas de carbono orgânico total, N total, nitrogênio potencialmente mineralizável (NPM), carbono e nitrogênio da biomassa microbiana em diferentes classes de agregados (4-2, 2-0,250 e < 0,250 mm). Os resultados foram submetidos à análise de estatística descritiva e multivariada. Maiores índices de estabilidade dos agregados foram encontrados no sistema agroflorestal e na mata nativa. Houve uma queda na quantidade das diferentes formas de C e N com a profundidade. Maiores teores de carbono e nitrogênio total, C e N da biomassa microbiana foram superiores no sistema agroflorestal. Maiores porcentagens de C e N foram encontrados nas classes 4-2 e < 0,250 mm.por
dcterms.creatorRibeiro, Jadson Jordão-
dcterms.issued2015-02-28-
dcterms.subjectsistema agroflorestalpor
dcterms.subjectcarbono e nitrogênio do solopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Produção Vegetalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Produção Vegetalpor
dc.contributor.refereeBURAK, D. L.-
dc.contributor.refereeSOUZA, G. S.-
dc.contributor.refereePASSOS, R. R.-
dc.contributor.advisor-coANDRADE, F. V.-
Aparece nas coleções:PPGPV - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8591_Jadson Jordao Ribeiro.pdf2.13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.