Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4873
Título: Opções de Manejo de Neoleucinodes Elegantalis (guenée) (lepidoptera: Crambidae) Com Bases Bioecológicas e Controle Mecânico, Biológico e Extrato de Plantas
Autor(es): MELO, D. F.
Orientador: PRATISSOLI, D.
Palavras-chave: Manejo Fitossanitário de Pragas
Tomate
Controle biológico
Data do documento: 18-Mar-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: MELO, D. F., Opções de Manejo de Neoleucinodes Elegantalis (guenée) (lepidoptera: Crambidae) Com Bases Bioecológicas e Controle Mecânico, Biológico e Extrato de Plantas
Resumo: A broca-pequena-do-fruto, Neoleucinodes elegantalis (Guenée) (Lepidoptera: Crambidae) é uma praga de grande importância na cultura do tomateiro. Desta forma, métodos de manejo que auxiliem no controle dessa praga e que reduzam a aplicação de agrotóxicos devem ser estudados. O objetivo do presente trabalho foi avaliar métodos alternativos de manejo da broca-pequena-do-fruto, como: o controle biológico, através da utilização de parasitoides do gênero Trichogramma e nematoides entompatogênicos (Heterorhabditis indica e Sterneneima carpocapsae); o controle físico, por meio do ensacamento de cachos de tomate com o tecido-não-tecido (TNT); e o controle químico através do estudo da atividade inseticida de plantas como a pimenta, o fumo, o alho e a mamona nas fases embrionárias, larval, pupal e adulta. Desta forma, por meio das análises foi possível verificar que a espécie e/ou linhagem de Trichogramma que mais se destacou foi T. galloi (Tg1) com características biológicas favoráveis ao manejo de N. elegantalis. Para os nematoides entomopatogênicos, S. carpocapsae, foi o mais efetivo, causando uma mortalidade de 82,93% a uma concentração de 65 juvenis infectivos por pré-pupa da broca-pequena-do-fruto. Através do ensacamento dos frutos, foi possível verificar a redução na oviposição da praga em frutos do tomateiro para quase zero com sacolas de TNT com fundo fechado, não ocorrendo alteração no peso, pH e graus brix do fruto, enquanto que no controle químico através de inseticidas botânicos foi possível verificar o destaque do extrato aquoso de fumo, reduzindo a oviposição, entrada e saída das lagartas nos frutos; causando mortalidade na fase embrionária, lagarta, pré-pupa e pupa da broca-pequena-do-fruto. Palavras-chave: Manejo Fitossanitário de Pragas. Tomate. Controle biológico. Ensacamento. Inseticidas botânicos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4873
Aparece nas coleções:PPGPV - Teses de doutorado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_6626_Debora Ferreira Melo.pdf1.89 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.