Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4972
Título: Desrama artificial em eucalipto e seu efeito na resistência a danos por vento e nós da madeira
Autor(es): Cardoso, Ariana de Lima
Orientador: Silva, Aderbal Gomes da
Coorientador: Rosado, Antônio Marcos
Reis, Edvaldo Fialho dos
Palavras-chave: Desrama artificial
floresta plantada
qualidade da madeira
vento
Artificial pruning
planted forest
wood quality
wind
Data do documento: 15-Jul-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: CARDOSO, Ariana de Lima. Desrama artificial em eucalipto e seu efeito na resistência a danos por vento e nós da madeira.2011. 85 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Programa de Pós - Graduação em Ciências Florestais, Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre, 2011.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi testar a influência de diferentes níveis de desrama em plantios clonais do híbrido Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, na região do Vale do Rio Doce, MG, visando à minimização de danos por ventos, bem como estudar a influência da desrama na formação dos nós e no aumento da resistência a quebra por vento. O experimento foi desenvolvido em povoamentos híbridos de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, no espaçamento 3,00 x 3,33 m com os clones A e B, no município de Belo Oriente, MG. Foram utilizados 3 tratamentos de desrama artificial, 4 repetições, em plantas a partir dos 24 meses de idade. Para avaliar a influência dos níveis de desrama na resistência da madeira dos clones A e B, foi empregada a metodologia do teste de resistência. As características dendrométricas avaliadas: altura total, diâmetro a altura do peito, altura comercial e altura de quebra não foram influenciadas pelos níveis de desrama artificial. O clone A mostrou-se mais resistente que o clone B. Em relação à força para tocar o solo, não foi possível identificar uma relação entre os níveis de desrama e um aumento da força para tocar o solo. O nível de desrama artificial D2 foi o que mais contribuiu para o aumento da força para quebrar e que mais contribuiu para a redução das perdas da porcentagem de hectares danificados. A produção dos clones não foi afetada pelos níveis de desrama artificial. Para a classe de diâmetro (<0,50 cm), houve diferença estatística para a posição de avaliação que foi feita até 5m de altura, porém não houve interação significativa entre clone e posição; clone e níveis de desrama artificial. Para a classe de diâmetro (0,50-1,00 cm), a posição de avaliação dos nós (até 5m de altura) ao longo do tronco diferiu significativamente ao nível de 5% pelo teste de Tukey, além disso, o efeito da aplicação dos níveis de desrama artificial foi o mesmo para os clones A e B. O número de nós externos para a classe de diâmetro (> 1,00 cm) nos níveis de desrama de D1 e D2 diferiram da testemunha T1 ao nível de 5% de probabilidade pelo teste de Tukey. Houve interação significativa entre os clones e as posições de avaliação de nós externos para a classe de diâmetro (>1,00 cm). O nível de desrama artificial D2 é o mais indicado para o aumento da resistência da força para tombar, sendo comprovado para o clone A. A aplicação do nível de desrama D2 contribui para o aumento da resistência a quebra pelo vento, implicando diretamente a redução da perda de hectares em florestas clonais de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis. A cicatrização e o fechamento dos ferimentos promovidos pelos níveis de desrama artificial contribuíram para o aumento da madeira limpa, redução de nós e melhoria da resistência da madeira.
The objective of this job was to test the influence of different levels of pruning in plantations of hybrid clonal Eucalyptus grandis versus Eucalyptus urophylla in the region of Vale do Rio doce, in the state of Minas Gerais, aiming to minimize damage by winds, also to study the influence in pruning in the formation of knots and the increase of resistance to windbreak. The experiment was held in hybrid plantations of Eucalyptus urophylla versus Eucalyptus grandis, spacing of 3.00 x 3.33 meters with clones A and B, in Belo Oriente, Minas Gerais.Three artificial treatments were used, four replicates in plants aging from twenty four months. To evaluate the influences in the levels of pruning of in the resistance of the woods of the clones A and B, a method of resistance testing was used. The dendrometric characteristics were evaluated, total height, diameter at breast height, commercial height and breaking height weren’t influence by the levels of artificial pruning. Clone A showed more resistant than clone B. In relation to the strength to touch the soil, it wasn´t possible to indentify the relation between the levels of pruning and the increase in the strength to touch the soil. The level of artificial pruning D2 contributed the most to the increase of strength to break and also contributed to the reduction of loss in the percentage of damaged hectares. The production of clones weren’t affected by levels of artificial pruning. For the diameter class (<0.50 cm), there was a statistical difference to the position of evaluation that were done up to 5m of height, however there weren’t any significant interaction between clone and position; clone and levels of artificial pruning. For the class of diameter (0.50 to 1.00 cm), the position of evaluation of knots (up to 5m of height) along the trunk significantly different to the level of 5% by the Turkey´s test, besides that, the effect of application in levels of artificial pruning were the same to the clones A and B. The number of the external knots to the diameter class (>1.00 cm) in the levels of pruning of D1 and D2 differed from the T1 control at the level of 5% probability by the Turkey´s test. There was a significant interaction between the clones and the positions of evaluation of the external knots to the class the diameter class (>1.00cm). The level of artificial pruning D2 is the most indicated to the increase of resistance of force to topple, as proved to clone A. The application of levels of pruning D2 contributed to the increase of resistance of windbreak, leading directly to the reduction of loss of hectares in the forest of clonal Eucalyptus urophylla versus Eucalyptus grandis. The cicatrization and closure of the injury promoted by the levels of artificial pruning contributed to the increase of clean woods, reduction of knots and the improved the resistance of the wood.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4972
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_4999_.pdf1.62 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.