Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/4973
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFiedler, Nilton César-
dc.date.accessioned2016-08-29T15:36:57Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-29T15:36:57Z-
dc.identifier.citationALVES, Rafael Tonetto. Análise técnica e de custos do transporte florestal rodoviário. 2011. 84 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais, Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Agrárias e Engenharias, Jerônimo Monteiro, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/4973-
dc.rightsopen accesseng
dc.subjectHighway forest transportationeng
dc.subjectTransport costeng
dc.subjectTransportation vehicleseng
dc.subjectFatores operacionais do transporte de madeirapor
dc.subjectOperational factor of timber haulingeng
dc.subjectVeículos de transportepor
dc.subjectCustos de transportepor
dc.subjectTransporte florestal rodoviáriopor
dc.titleAnálise técnica e de custos do transporte florestal rodoviáriopor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc63-
dc.subject.br-rjbnMadeira - Transporte-
dc.subject.br-rjbnTransporte rodoviário-
dc.subject.br-rjbnEconomia florestal-
dc.subject.br-rjbnProdutos florestais - Controle de qualidade-
dcterms.abstractO transporte de madeira no Brasil na sua maioria é realizado pelo modal rodoviário e somente os fretes chegam a consumir até 60% do gasto logístico total. A organização, racionalização das operações do transporte florestal rodoviário, identificação dos fatores operacionais e interferência no custo, poderão representar uma grande economia de recursos para as empresas do setor, e com isso aumentar a eficiência operacional. Este trabalho teve por objetivo analisar os fatores técnicos e de custos do transporte rodoviário de madeira, com diferentes composições veiculares, em localidades distintas no vale do Rio Doce, MG. Inicialmente realizou-se o estudo de tempos e movimentos das viagens no período diurno e noturno, bem como o carregamento de madeira no campo e o descarregamento de madeira na fábrica, com o levantamento de informações operacionais. As análises foram divididas em três regionais de produção de madeira com diferentes distâncias de transporte. A regional Rio Doce, com distância média de transporte de 73 km; a regional Guanhães, com distância média de transporte de 135 km; e regional Nova Era, região de Cocais, com distância média de transporte de 74 km. A velocidade média operacional na regional Rio Doce foi de 35 km/h para veículos Tritrem e 41 km/h para veículos Bitrem; eficiência operacional de 83,4% para Tritrem e 89,6% para Bitrem. A velocidade média operacional na regional Guanhães foi de 37 km/h para veículos Tritrem e Rodotrem; eficiência operacional de 89%. A velocidade média operacional na região de Cocais foi de 29 km/h para veículos Bitrem, e eficiência operacional de 88,5%. O comparativo dos custos operacionais mostrou que o transporte de madeira na região de Cocais é o mais caro, custando 0,341 R$/m³/km; seguido de Rio Doce 0,208 R$/m³/km; e Guanhães 0,201 R$/m³/km. O elevado custo do transporte de Cocais tem ligação com o volume médio de transporte por viagem, porém, por critérios legais e operacionais não é possível o uso de veículos com maior capacidade de carga nesta Região.por
dcterms.abstractTimber transportation in Brazil is mostly done through highways and the freights alone sometimes consume up to 60% of all logistic expenditures. The organization, rationalization of highway forest transportations operations, identification of operational factors and cost interference, might represent great economy of resources for the companies of this sector, and also increase operational efficiency. This study‟s objective was to analyze timber highway transportation technical and cost factors, with different vehicles compositions, in different locations of Vale do Rio Doce, MG. Initially were studied times and movements of trips at daytime and nighttime, as well as timber loading on field and unloading at the factory, gathering operational information. The analyses were divided in three timber production regionals with different transportation distances. Rio Doce‟s regional, with a mean transportation distance of 73 km; Guanhães‟ regional, with mean transportation distance of 135 km; and Nova Era‟s regional, Cocais‟ region, with mean transportation distance of 74 km. The mean operational speed in Rio Doce‟s regional was 35 km/h for three semitrailers and 41 km/h for two semi-trailers; operational efficiency of 83,4% for three semi and 89,6% for two semi. The mean operational speed at Guanhães„ regional was 37 km/h for three semi and road train; operational efficiency of 89%. The mean operational speed at Cocais‟ region was 29 km/h for two semi, and operational efficiency of 88,5%. The operational costs comparative showed that timber transportation at Cocais‟ region is the most expensive, costing 0,341R$/m³/km; followed by Rio Doce‟s 0,208 R$/m³/km; and Guanhães‟ 0,201 R$/m³/km. Cocais‟ high cost of transportation is connected to the mean volume transported per trip, however, because of legal and operational criteria it‟s not possible to use vehicles with larger cargo capacities at this region.eng
dcterms.creatorAlves, Rafael Tonetto-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2011-08-31-
dcterms.languageporeng
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Florestaispor
dc.subject.cnpqCiências Agrárias-
dc.publisher.courseMestrado em Ciências Florestaispor
dc.contributor.refereeSilva, Elizabeth Neire da-
dc.contributor.refereeRosado, Antônio M.-
dc.contributor.advisor-coLopes, Eduardo da Silva-
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5005_.pdf1.79 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.