Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5091
Título: Desmineralização em osso trabecular e osso cortical de cães submetidos à terapia com prednisona
Autor(es): Costa, Lorena Adão Vescovi Séllos
Orientador: Costa, Fabiano Séllos
Palavras-chave: Densitometria óssea
Tomografia computadorizada quantitativa
Bone densitometry
Quantitative computed tomography
Glucocorticoid induced osteoporosis
Canine
Data do documento: 23-Mar-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Os glicocorticóides são farmacos amplamente utilizados em medicina veterinária, seu emprego pode desencadear uma série de efeitos adversos. O ensaio clínico realizado teve como objetivo a avaliação das possíveis alterações na densidade mineral óssea após a terapia com prednisona, utilizando a tomografia computadorizada helicoidal. No estudo, foram utilizados oito cães hígidos sem raça definida, adulto-jovens, sendo 4 machos e 4 fêmeas. A prednisona foi administrada por via oral aos animais na dose diária de 2mg kg-1 de peso durante 30 dias. A densidade mineral óssea foi determinada a partir da obtenção de valores de radiodensidade da região de osso cortical e osso trabecular do corpo vertebral da segunda vértebra lombar, imediatamente após o período da administração do medicamento. O protocolo experimental permitiu a caracterização significativa (P<0,05) diminuição da radiodensidade do osso trabecular do corpo vertebral da segunda vértebra lombar, entretanto não se constatou desmineralização significativa na região cortical. Nenhum dos cães do grupo experimental apresentou fratura patológica ao término da administração do medicamento. Comprovou-se que as alterações no metabolismo ósseo de cães submetidos à terapia com prednisona na dose de 2mg kg-1 ocorrem precocemente apenas em osso trabecular, tornando-se recomendado monitoramento dos pacientes para prevenção de fraturas patológicas.
Glucocorticoids are drugs widely used in veterinary medicine, however, their use can trigger a series of adverse effects. The clinical trial was aimed at evaluating possible changes in bone mineral density after therapy with prednisone, using helical computed tomography. In the study, eight healthy mongrel young adult dogs were used, 4 males and 4 females. Prednisone was administered orally to animals at a daily dose of 2mg kg-1 body weight for 30 days. Bone mineral density was determined from the radiodensity values obtained from the region of cortical and trabecular bone of the vertebral body of the second lumbar vertebra, immediately before and after the period of drug administration. The experimental protocol allowed the characterization of significant (P <0.05) decreased radiodensity of trabecular and cortical bone of vertebral body of the second lumbar vertebra, but no significant demineralization was found in the cortical region. None of the dogs of the experimental group showed pathological fracture at the end of drug administration. The study showed changes in bone metabolism in dogs subjected to therapy with prednisone at a dose of 2mg kg-1 only occur early in trabecular bone, making it a recommended monitoring patients for prevention of pathological fractures.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5091
Aparece nas coleções:PPGCV - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_4728_.pdf542.21 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.