Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5120
Título: Caracterização molecular, morfofisiológica e fitoquímica de Varronia curassavica do Sul do Espírito Santo
Autor(es): Grancieri, Natália
Orientador: Cavatte, Paulo Cezar
Coorientador: Ferreira, Marcia Flores da Silva
Palavras-chave: Ecophysiology
Genetics
Erva baleeira
Herb whaling
Data do documento: 24-Fev-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: A utilização de plantas com fins medicinais é uma das mais antigas formas de prática medicinal da humanidade. No Brasil, o consumo de plantas para fins medicinais e de medicamentos à base de plantas vem aumentando em todas as classes sociais e tem recebido vários incentivos. Para otimizar o uso das plantas medicinais tornam-se importantes estudos sobre a variabilidade genética, como tem feito os programas de genética e melhoramento buscando selecionar genótipos superiores. Para isso é preciso realizar a sua caracterização utilizando descritores, como os agronômicos, morfológicos, bioquímicos e moleculares. Um dos interesses é pela produção uniforme de metabólitos secundários e entender os fatores que podem influenciá-la. Dentre as várias espécies de plantas medicinais conhecidas no Brasil, encontra-se a Varronia curassavica, que apesar de seu potencial farmacológico e econômico, ainda pouco se sabe sobre sua diversidade genética de populações naturais. Dessa forma, este trabalho teve como objetivo caracterizar genótipos de diferentes populações nativas do Sul do Estado do Espírito Santo, com variações de altitude, e assim compará-los com materiais pré-melhorados adquiridos na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Foram coletados de cada planta, ramos para ser realizada a propagação vegetativa. As mudas foram cultivadas em casa de vegetação e então realizadas análises moleculares, fisiológicas, morfofisiológicas e fitoquímicas. Verificou-se que no experimento houve baixa precisão experimental. De acordo com a estimativa do índice de variação (IV), há variáveis que podem ser usadas na seleção de genótipo. A herdabilidade da maioria das variáveis foram de média a alta. Nos agrupamentos as variáveis de maior contribuição relativa foram: AFT, AFE, IAF, FLA, CLT, CAB, A, gs, A/gs. Foi realizado um novo agrupamento com base nas nove variáveis de maior contribuição relativa e assim foram formados três grupos, sendo a AFT, AFE e FLA as que tiveram maior contribuição para a divergência genética. Quando comparado esse agrupamento ao agrupamento realizado pelos marcadores moleculares, não houve grupos idênticos ou parecidos. Nos agrupamentos, os genótipos não se agruparam com base em locais de coletas próximos ou com altitudes semelhantes.
The use of plants for medicinal purposes is one of the oldest forms of medical practice of mankind. In Brazil, the consumption of plants for medicinal purposes and in herbal medicines is increasing in all social classes and has received various incentives. To optimize the use of medicinal plants become important studies on genetic variability, as it has done the genetic and breeding programs trying to select superior genotypes. This requires performing their characterization using descriptors such as agronomic, morphological, biochemical and molecular. One of the concerns is the uniform production of secondary metabolites and understand the factors that can influence it. Among the various species of medicinal plants known in Brazil, is the curassavica Varronia, which despite its pharmacological and economic potential, yet little is known about their genetic diversity of natural populations. Thus, this study aimed to characterize genotypes of different native peoples of southern Espirito Santo, with variations of altitude, and thus compare them with pre-improved materials purchased from the State University of Campinas (Unicamp). Were collected from each plant, branches to be held vegetative propagation. The seedlings were grown in a greenhouse and then conducted molecular analyzes, physiological, morphological and physiological and phytochemical. It was found that in this experiment was low experimental precision. According to an estimated variation index (VI), there are variables that can be used to genotype selection. The heritability of most variables were medium to high. In clusters the variables of greater relative contribution were: AFT, SLA, LAI, FLA, CLT, CAB, A, gs, A / gs. A new grouping based on nine variables of relative contribution and so were formed three groups, the AFT being, AFE and the FLA that had the greatest contribution to the genetic divergence was conducted. When compared this group to the grouping performed by molecular markers, there was no identical or similar groups. In clusters, the genotypes are not grouped based on local collections of close or similar altitudes.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5120
Aparece nas coleções:PPGGM - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8345_Dissertação Final Natália Grancieri.pdf1.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.