Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5150
Título: Efeitos do exercício aeróbio sobre o acúmulo de gordura visceral em ratos wistar submetidos a um modelo experimental de obesidade
Autor(es): Dantas, Eduardo Miranda
Orientador: Mill, José Geraldo
Data do documento: 28-Jan-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DANTAS, Eduardo Miranda. Efeitos do exercício aeróbio sobre o acúmulo de gordura visceral em ratos wistar submetidos a um modelo experimental de obesidade. 2008. 79 f. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Ciências Fisiológicas, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2008.
Resumo: Objetivos: Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito do exercício aeróbio crônico sobre o ganho de peso corporal e acúmulo de gordura visceral de ratos criados em prole pequena em comparação com ratos criados em prole normal. Adicionalmente foram também observados parâmetros metabólicos e hemodinâmicos entre estes grupos. Metodologia: Acasalaram-se ratas Wistar virgens aos três meses de idade com ratos da mesma idade/linhagem. No 1º dia de vida das proles os filhotes foram distribuídos aleatoriamente entre as mães. No 3º dia, ajustou-se o tamanho da prole para três filhotes no grupo de superalimentação (GS) ou para 10 filhotes no grupo controle (GC). O peso corporal dos animais foi medido semanalmente. Ao completarem seis semanas de vida, foram selecionados 18 animais do GS e 18 do GC para realização de exercício aeróbio na esteira, cinco vezes por semana durante nove semanas. A partir de então, denominaram-se os grupos: superalimentação sedentário (SS), controle sedentário (CS), superalimentação exercitado (SE) e controle exercitado (CE). A intensidade das sessões progrediu de 10m/min para 20m/min, a duração aumentou de 10 para 60 minutos e a inclinação foi fixada em 5º durante todo o treinamento. Na 8ª e 18ª semanas de vida realizou-se um teste de esforço máximo para avaliar a resistência aeróbia. Ao final do período experimental, os animais foram anestesiados e submetidos a uma cirurgia para inserção de cânula de polietileno (PE-50 emendada em PE-10) na artéria femoral para medida direta da pressão arterial e coleta de sangue para dosagens bioquímicas (glicemia, triglicerídeos e HDL-colesterol). Após as medidas os animais foram mortos para coleta de vísceras e gordura abdominal. Os dados são apresentados como média ± erro padrão. Resultados: O GS apresentou ganho de peso corporal maior do que o GC a partir da 2ª semana de vida até o fim do experimento (30+0,9g GS contra 23+0,3g GC, P<0,0001, na semana 2 e 524+3,4g GS contra 469+2,9g GC, P<0,001, na semana 17 de vida). No início do treinamento (semana 6 de vida) os ratos sedentários e exercitados não apresentaram diferenças significantes de peso corporal (210+6,7g SS contra 201+7,8g SE e 188+2,3g CS contra 186+3,3g CE). Da semana 10 até o final do experimento houve diferenças significativas de peso corporal (P<0,05) entre os SS e SE, mas não entre os CS e CE. Não houve diferenças significantes nos parâmetros bioquímicos e hemodinâmicos entre os grupos. Nas comparações de peso visceral, houve diferenças significativas para peso de ventrículo esquerdo (1,762+0,030mg/g SS contra 1,905+0,040mg/g SE, P<0,01) e de rins (6,10+0,132mg/g SS contra 6,56+0,135mg/g CS; 6,56+0,132mg/g CS contra 7,32+0,226 mg/g CE; e 6,10+0,135mg/g SS contra 6,92+0,187mg/g SE). Os animais do grupo SS apresentaram maior acúmulo de gordura visceral do que os do CS (31,22g+2,08g contra 21,94+1,76g, P<0,05) e o exercício reduziu o depósito de gordura abdominal nos animais exercitados em comparação com os sedentários (20,08+2,35g SE contra 13,92+2,42g CE, P<0,05). Conclusão: Ratos criados em prole pequena apresentam maior ganho de peso corporal ao longo do crescimento e parte deste peso adicional deve-se ao acúmulo de gordura abdominal. O exercício aeróbio reduziu o ganho de peso nestes animais, principalmente por diminuir o acúmulo de gordura visceral.
Objectives: The purpose of this study was to evaluate the effect of the chronic aerobic exercise on body weight gain and visceral fat accumulation in rats raised in small litters as compared to rats raised in normal litters. Additionally the metabolic and hemodynamic characteristics of these groups were also investigated. Methodology: Non-mated female Wistar rats were mated at age of three months with rats of the same age/strain. On the first day of life, the pups were randomly distributed among mothers. On the third day, the size of the offspring was adjusted for three pups in the overfed group (OG) or for 10 pups in the control group (CG). Body weight of the animals was measured weekly. When they completed six weeks of life, 18 animals from OG and 18 from CG were selected for treadmill training, five times a week for nine weeks and the groups were named sedentary overfed (SO), sedentary control (SC), exercised overfed (EO), and exercised control (EC).
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5150
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_2993_Dissertação Eduardo Dantas.pdf297.55 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.