Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5238
Título: Fauna Bentônica de Estuários do Norte do Espírito Santo
Autor(es): NEVES, J. A.
Orientador: Luiz Fernando Duboc
Coorientador: COSTA, K. G.
Data do documento: 28-Ago-2014
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NEVES, J. A., Fauna Bentônica de Estuários do Norte do Espírito Santo
Resumo: O ambiente estuarino é considerado um dos mais importantes ecossistemas costeiros. O crescimento urbano em suas proximidades pode alterar a dinâmica desses ambientes que já são sujeitos a fortes variações de fatores naturais. Os estuários abrigam diversos grupos de animais, dentre eles os invertebrados bentônicos que cada vez mais vem sendo utilizados como indicadores da qualidade do ambiente. Dessa forma, o objetivo do presente estudo foi avaliar a composição e distribuição espaço-temporal da comunidade bentônica e relacioná-los com os efeitos antrópicos e ambientais observados no estuário do Rio São Mateus em Conceição da Barra, e no estuário de Barra Nova no município de São Mateus. Os componentes da fauna bentônica (macro e meiofauna) se comportaram de forma diferente em ambos estuários. No estuário do Rio São Mateus em relação a macrofauna, os maiores valores dos índices e da abundância de espécies oportunistas foram encontrados em pontos de maior quantidade de matéria orgânica. Já a meiofauna e nematofauna tiveram valores significativos no ponto mais próximo a foz, sendo influenciado pela salinidade, hidrodinâmica e características do sedimento. Já para o estuário de Barra Nova os componentes da fauna também se comportaram de forma diferente. Para a macrofauna o gênero Spiophanes teve grande abundância no ponto em que foram registrados os maiores teores de matéria orgânica, e onde está localizado um terminal de transporte e armazenamento de petróleo, porém não se sabe ao certo se essa quantidade de matéria orgânica seja de origem antrópica ou natural, já que a maioria dos pontos em Barra Nova se encontram próximos ao manguezal. A meiofauna e nematofauna registraram as maiores abundâncias no ponto próximo foz onde também é influenciado por fatores naturais. Em comparação entre os dois estuários, a fauna bentônica se comportou de forma semelhante, sugerindo principalmente os fatores naturais como os responsáveis pelas mudanças na estrutura da fauna. Palavras-chave: Estuários, macrofauna, meiofauna, Nematoda.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5238
Aparece nas coleções:PPGBT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8075_Dissertacao_Jaqueline.pdf2.19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.