Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5266
Título: Efeitos da intervenção da enfermagem-relaxamento nos níveis de ansiedade e de depressão em gestantes de alto risco
Autor(es): Araújo, Wanda Scherrer
Orientador: Amorim, Maria Helena Costa
Coorientador: Romero, Walckiria Garcia
Palavras-chave: Relaxamento
Ansiedade
Gravidez - Complicações e seqüelas
Enfermagem
Data do documento: 29-Out-2013
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Gestação de alto risco é aquela em que a saúde da mãe e/ou do feto tem maiores chances de sofrer complicações do que a média das gestações.Todo contexto de gestação de risco e do tratamento pode gerar estresse, trazendo sinais e sintomas como: apatia, depressão, desânimo, sensação de desalento, hipersensibilidade emotiva, raiva, ansiedade e irritabilidade, e requerem técnicas mais especializadas de assistência hospitalar. Objetivo: Avaliar os efeitos da intervenção de Enfermagem-Relaxamento nos níveis ansiedade e de depressão em gestantes de alto risco hospitalizadas. Metodologia: Trata-se de um ensaio clínico aleatorizado. Constitui-se a amostra por 25 gestantes no grupo controle e 25 gestantes no grupo experimental, internadas na maternidade do Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes, Vitória-ES, com diagnóstico de gestação de alto risco, em qualquer idade gestacional, hospitalizadas a mais de 24 horas. Aplicou-se a técnica de relaxamento proposta por Benson e adaptada por Amorim. Para coleta dos dados utilizou-se a técnica de entrevista com registro em formulário, Inventário de Traço-Estado de Ansiedade (IDATE), Escala de Depressão Puerperal de Edinburgh (EPDS). A pressão arterial, frequência cardíaca e frequência respiratória do grupo experimental foram aferidas antes a após a intervenção de Enfermagem-Relaxamento. Para tratamento estatístico dos dados utilizou-se o Pacote Estatístico para Ciências Sociais-SPSS, versão 20.0. Resultados: A aplicação dos testes estatísticos Mann-Whytney, Wilcoxon e teste t, evidenciaram diminuição significante dos níveis de estado de ansiedade no grupo experimental (p=0,001), passando de média a baixa ansiedade, e diminuição significante dos níveis de depressão no grupo experimental (p=0,000) após a prática de relaxamento. Conclusão: A intervenção de enfermagem-relaxamento deve ser incorporada à prática cotidiana da enfermeira no atendimento às gestantes de alto risco. Palavras chave: Relaxamento, Ansiedade, Depressão, Gravidez de alto risco.
High-risk pregnancy is that in which the pregnant's and/or fetus' health has higher chance to experience complications than the average in pregnancies. The whole context of the risk pregnancy and treatment may causes stress, bringing signs and prognostics as: apathy, depression, discouragement, dismay, emotional hypersensibility, anger, anxiety and irritability, and require more specialized technics of hospital care. Objective: To evaluate the effects of nursing interventionsrelaxation on anxiety levels and depression symptoms in pregnant women at high risk hospitalized. Methodology: This was a randomized clinical trial. The sample consisted of 25 pregnant women in the control group and 25 pregnant women in the experimental group that were hospitalized at the Hospital Universitario Cassiano Antonio de Moraes, Vitória-ES, with diagnosis of high-risk pregnancy at any gestational age, hospitalized for more than 24 hours. The technic of relaxation proposed by Benson and adapted by Amorim was applied. For data collection we used interview with record form, Inventory State-Trait Anxiety (STAI), Depression Scale Puerperal Edinburgh (EPDS). Blood pressure, heart rate and respiratory rate in the experimental group were measured before and after the intervention of NursingRelaxation. For statistical treatment of the data were used the Statistical Package for Social Sciences - SPSS, version 20.0. Results: The statistical tests Mann-Whytney, Wilcoxon test and t-test, showed a significant decrease in levels of state anxiety in the experimental group (p=0.001), from medium to low anxiety, and significant decrease in the levels of depression in the experimental group (p=0.000) after relaxation practice. Conclusion: The nursing intervention-relaxation should be incorporated into daily practice nurse in the care of women in the pregnancy.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5266
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_6024_DISSERTACAO WANDA.pdf1.51 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.