Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5275
Título: Efeito do relaxamento muscular progressivo como intervenção de enfermagem na qualidade do sono, depressão e estresse em pessoas com esclerose múltipla
Autor(es): Novais, Paolla Gabrielle Nascimento
Orientador: Batista, Karla de Melo
Data do documento: 31-Jul-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: NOVAIS, Paolla Gabrielle Nascimento. Efeito do relaxamento muscular progressivo como intervenção de enfermagem na qualidade do sono, depressão e estresse em pessoas com esclerose múltipla. 2015. 146 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Enfermagem) - Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.
Resumo: Introdução: A Esclerose Múltipla é uma doença crônica, autoimune, caracterizada pela desmielinização e neuro degeneração do sistema nervoso central. O curso progressivo dessa doença pode levar o indivíduo à extrema dependência e gerar dificuldades importantes tanto para o mesmo quanto para os familiares e cuidadores, por propiciar o surgimento de uma série de sintomas de ordem física, emocional, psicológica e social. Portanto, é indispensável que as práticas de saúde ofereçam possibilidades de cuidado no sentido de ultrapassarem uma assistência fragmentadora, desumanizada e focada nos processos corporais da doença. Objetivo: Avaliar os efeitos do Relaxamento Muscular Progressivo na qualidade do sono e nos níveis de estresse e depressão em pessoas com Esclerose Múltipla. Metodologia: Trata-se de um ensaio clínico aleatorizado. A amostra constituiu-se por 40 pessoas com Esclerose Múltipla (20 grupo controle e 20 experimental), em acompanhamento ambulatorial. Aplicou-se a técnica de Relaxamento Muscular Progressivo. Para a coleta dos dados, utilizou-se a técnica de entrevista com registro em formulário, aplicou-se o Índice de Qualidade de Sono de Pittsburgh (IQSP), Escala de Stress Percebido (PSS-10) e Inventário de Depressão de Beck (BDI). A pressão arterial, frequência cardíaca e frequência respiratória do grupo experimental foram aferidas antes a após a intervenção de Relaxamento Muscular Progressivo. Para o tratamento estatístico dos dados, utilizou-se o Pacote Estatístico para Ciências Sociais-SPSS, versão 19.0. Resultados: A aplicação dos testes estatísticos Mann Whytney, Wilcoxon e teste t evidenciaram melhora significante na qualidade do sono (p=0,000), redução significante dos níveis de estresse e depressão no grupo experimental (p=0,000), no segundo momento, após oito semanas de intervenção. Conclusão: A intervenção Relaxamento Muscular Progressivo pode serinserida na assistência de Enfermagem aos pacientes com Esclerose Múltipla em acompanhamento ambulatorial. Descritores: Enfermagem; Relaxamento; Esclerose Múltipla; Sono; Depressão; Estresse psicológico.
Introduction: Multiple sclerosis is a chronic, autoimmune disease, characterized by demyelination and neurodegeneration of the central nervous system. The progressive course of this disease may cause individuals to develop extreme dependency and create serious difficulties both to the individuals themselves and family members and caregivers, since the disease brings a number of physical, emotional, psychological and social symptoms. Therefore, it is essential to offer healthcare practices that go beyond the usually fragmenting, dehumanized care services that focus on the disease bodily processes. Objective: Evaluate the effects of Progressive Muscle Relaxation on sleep quality and on stress and depression levels of individuals with multiple sclerosis.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5275
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7614_Dissertação Paolla-UFES.pdf3.67 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.