Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5276
Título: Processo de trabalho do enfermeiro em instituições de longa permanência para idosos de uma capital da Região Sudeste
Autor(es): Filete, Michely
Orientador: Maciel, Paulete Maria Ambrosio
Coorientador: Olympio, Paula Cristina de Andrade Pires
Data do documento: 4-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: FILETE, Michely. Processo de trabalho do enfermeiro em instituições de longa permanência para idosos de uma capital da Região Sudeste. 2016. 139 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2016.
Resumo: O envelhecimento da população está acontecendo de forma acelerada em todos os países. Apesar de esforços despendidos para garantir uma velhice cada vez mais ativa, alguns idosos experimentam alguma fragilidade, o que demanda a necessidade de criar alternativas que proporcionem melhor saúde à pessoa idosa. As Instituições de Longa Permanência para Idosos surgiram com a finalidade de suprir essa demanda, oferecendo aos idosos serviços de assistência social e de saúde, que cuidam de pessoas idosas independentes e dependentes de cuidados. Algumas compõem suas equipes de trabalho com profissionais de enfermagem, nem sempre com a presença do enfermeiro, pouco se conhecendo sobre o processo de trabalho desse profissional nessas Instituições. Objetivo: Compreender como se configura o processo de trabalho dos enfermeiros de acordo com as cinco dimensões: assistir, gerenciar, ensinar, pesquisar e participar politicamente. Método: Trata-se de um estudo exploratório, com abordagem qualitativa,realizado por meio de entrevistas áudio gravadas com os enfermeiros que atuam em Instituições de Longa Permanência para Idosos, em Vitória, capital do estado do Espírito Santo, Brasil, as quais foram submetidas à Análise de Conteúdo. Das sete instituições identificadas com presença do enfermeiro em Vitória, foram entrevistados 08 participantes, que representam a totalidade de enfermeiro atuante em Instituição de Longa Permanência. Resultados: Considerando as cinco dimensões do Processo de Trabalho propostas, os resultados mostraram que os enfermeiros desenvolvem principalmente ações de assistência e gerência, sendo encontradas poucas ações voltadas às dimensões educar, pesquisar e participar politicamente. Conclusão: A atuação do enfermeiro nas Instituições de Longa Permanência para Idosos é de suma importância para atender as necessidades de cuidados dos idosos e garantir a execução de ações centradas na prevenção de doenças, avaliação, promoção, manutenção e recuperação da saúde. Contudo, evidencia-se a necessidade de discutir e reformular as políticas de saúde, a fim de garantir o fortalecimento do processo de trabalho do enfermeiro nas Instituições de Longa Permanência de Idosos.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5276
Aparece nas coleções:PPGENF - Dissertações de mestrado profissional

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_7615_Dissertacao Mestrado Michely_Filete.pdf1.66 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.