Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5288
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorPASSOS, A. F.
dc.date.accessioned2016-08-29T15:38:41Z-
dc.date.available2016-07-11
dc.date.available2016-08-29T15:38:41Z-
dc.identifier.citationAGOSTINI, F. S., USO DA SUTURA COMPRESSIVA EM COMPLICAÇÕES E INTERCORRÊNCIAS DA CIRURGIA ANTIGLAUCOMATOSApor
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/5288-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.titleUSO DA SUTURA COMPRESSIVA EM COMPLICAÇÕES E INTERCORRÊNCIAS DA CIRURGIA ANTIGLAUCOMATOSApor
dc.typemasterThesisen
dcterms.abstractObjetivo: relato abrangente da utilização das suturas compressivas (SCs) nas na complicações e intercorrências das cirurgias antiglaucomatosas. Desenho: estudo descritivo. Participantes e intervenção: análise de prontuários de pacientes que foram submetidos a SCs, no período de 1999 a 2012, na abordagem de complicações e intercorrências de cirurgias antiglaucomatosas. Principais medidas de resultado: Foram avaliados, nos casos de seidel, os resultados quanto à sua oclusão imediata e no longo prazo e alterações na bolha de filtração (BF); nas bolhas hiperfiltrantes (BHs), o resultado imediato e de longo prazo na pressão intraocular (PIO) e as alterações na bolha de filtração; nas BFs sintomáticas, a melhora dos sintomas e a alteração da arquitetura e função da bolha; nas intercorrências operatórias, a eficácia em impedir vazamentos externos pelo retalho conjuntival e a filtração indesejável ou a hiperfiltraçao pelo retalho escleral. Resultados: Foram tratados 41 casos de complicações pós-operatárias (PO), sendo 39 de seidel e BHs e duas de bolhas sintomáticas. Nos 14 casos de seidel precoce, foi obtida a resolução imediata de 92,8% dos casos e no longo prazo de 92,8%, tendo ocorrido a formação da bolha em sete casos, a manutenção da bolha em quatro casos e a falência em três casos; nos nove casos de seidel tardio, resolução imediata de 85,7% e no longo prazo de 57%, tendo ocorrido falência da bolha em dois casos em que o seidel havia sido ocluído; nos 14 casos de BHs no PO precoce, resolução imediata da hipotonia em 85,7% e no longo prazo em 78,5%, com manutenção da bolha em 13 deles; nos dois casos de BHs no PO tardio, resolução imediata e no longo prazo da hipotonia; nos dois casos de bolhas sintomáticas, resolução dos sintomas e melhora do aspecto, com manutenção da função das BFs. Quanto às intercorrências operatórias, nos 42 casos de vazamentos externos pelo retalho conjuntival, nos dois casos em que se objetivou evitar a extensão excessiva das bolhas, e nos casos de filtração excessiva ou indesejada pelo retalho escleral, os objetivos foram atingidos no ato operatório em todos. Conclusão: trata-se de procedimento de fácil realização, seguro e de baixo custo, bastante útil na abordagem de intercorrências e complicações da cirurgia antiglaucomatosa.por
dcterms.creatorAGOSTINI, F. S.
dcterms.issued2014-12-01
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Medicinapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado Profissional em Medicinapor
dc.contributor.refereeSARAIVA, F. P.
dc.contributor.refereeCAMPOS, W. R.
Aparece nas coleções:PPGMED - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8296_Dissertação Fernanda Agostini .pdf1.34 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.