Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5294
Título: Aspectos da infecção pelo helicobacter plyori nos resultados da cirurgia bariátrica
Autor(es): Silva, Fernanda Araújo Faber da
Orientador: Miguel, Gustavo Peixoto Soares
Data do documento: 25-Mar-2015
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SILVA, Fernanda Araújo Faber. Aspectos da infecção pelo helicobacter plyori nos resultados da cirurgia bariátrica. 2015. 61 f. Dissertação (Mestrado em Medicina) - Programa de Pós-Graduação em Medicina, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2015.
Resumo: INTRODUÇÃO: A obesidade é uma doença multifatorial altamente prevalente, de incidência crescente e com distribuição em todo o mundo1. É um fator de risco independente para inúmeras comorbidades, como diabetes mellitus tipo 2, hipertensão arterial sistêmica, dislipidemias, síndrome metabólica, esteatose hepática, doença do refluxo gastroesofágico, colelitíase, artrose, apnéia do sono, dentre outras1 .O papel da infecção pelo H. pylori na obesidade ainda gera grandes discussões, estas se tornam maiores quando se trata de pós-operatório de cirurgia bariátrica. O Helicobacter pylori (H.pylori), é uma bactéria gram-negativa, microaerofílica, espiralada, que facilita sua penetração na mucosa gástrica humana. Estudos já estabelecidos é a associação do câncer gástrico com a infecção pelo Helicobacter pylori, acredita-se que 75% dos carcinomas gástricos estão associados à infecção pelo H.pylori13,15. Fatores de virulência bacteriana e a resposta imune do hospedeiro, que levam a uma inflamação crônica. Estudos são necessários para melhor compreensão das características da biologia do H.pylori a fim de desenvolver estratégicas para lidar com esta infecção, principalmente em pacientes pós-operatórios da operação de Fobi-Capella, já que a mesma é a cirurgia bariátrica Padrão Ouro, e na sua técnica é deixado o estômago excluso, sem acesso endoscópico convencional, podendo ser sede de muitas complicações, em especial o adenocarcinoma gástrico18,19,20. Sabe-se que os pacientes infectados pelo H.pylori, cerca de 1-3% desenvolverão câncer38. Há preocupação quando correlaciona H.pylori com obesidade, por que estudos demonstraram que os obesos têm maiores riscos para alguns tipos de neoplasias, como: colorretal, pâncreas e estômago39,40 .OBJETIVO: Avaliar os resultados pós-operatórios de duas técnicas cirúrgicas de obesidade mórbida durante os cinco anos. MÉTODOS E RESULTADOS: Estudo clínico prospectivo, para avaliar a incidência do H.pylori nas pacientes submetidas ao procedimento cirurgia bariátrica, analisando as duas técnicas operatórias e compará-las, através da Endoscopia Digestiva Alta analisando a mucosa gástrica, duodenal ou jejunal. Neste estudo podemos afirmar que houve uma redução do H. pylori do pré-operatório para o primeiro ano de pós-operatório (p < 005), e se manteve sustentada até o quinto ano. Não houve interferência em relação à técnica cirúrgica. Não há relação do sucesso da cirurgia com a presença do H. pylori. E nos obesos mórbidos, a leucocitose está relacionado com infecção pelo H.pylori (p< 0006). Quanto a presença do H.pylori. podemos observar que no grupo GVA do 1° ano de pós-operatório para o 5° ano houve aumento da anemia assim como da infecção pelo H.Pylori, ao contrário ocorrido com a técnica DGA. Quanto aos demais estudos não houve significância estatística. CONCLUSÃO: Há redução da prevalência de HP após cirurgia bariátrica. Leucocitose é marcador de infecção por H. pylori. A infecção pelo H.pylori não interfere no resultado da cirurgia. A infecção pelo H.pylori pode contribui para anemia no pós-operatório de pacientes submetidas cirurgia bariátrica. Relações ainda não estabelecidas estão entre H.pylori e doenças como: diabetes mellitus tipo 2, esteatose e dislipidemia.
BACKGROUND: Obesity is a multifactorial disease highly prevalent, increasing incidence and spread throughout the world. It is an independent risk factor for numerous comorbidities such as type 2 diabetes mellitus, hypertension, dyslipidemia, metabolic syndrome, hepatic steatosis, gastroesophageal reflux disease, cholelithiasis, osteoarthritis, slee p apnea, among outras. O role of gastric infection H. pylori in obesity still generates much discussion. Helicobacter pylori (H. pylori) is a gram-negative bacterium that is associated with 75% of gastric carcinomas. Studies are needed to better understand the biology of H. pylori characteristics in order to develop strategies to deal with Helicobacter pylori infection, especially in postoperative patients of gastric bypass surgery Roux-Y, as it is bariatric surgery "Gold Standard" and his technique is left excluded stomach without conventional endoscopic access being home to many complications, especially gastric adenocarcinoma. It is known that patients infected with H. pylori, about 1-3% will develop cancer.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5294
Aparece nas coleções:PPGMED - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_8733_TESE MESTRADO FERNANDA Versão Final- completa.pdf919.61 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.