Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5304
Título: AVALIAÇÃO DO POTENCIAL QUIMIOPROTETOR DE NANODISPERSÃO E EXTRATO ETANÓLICO DE Mikania glomerata Sprengel (ASTERACEAE).
Autor(es): SANTANA, E. A.
Orientador: BATITUCCI, M. C. P.
Data do documento: 4-Fev-2016
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SANTANA, E. A., AVALIAÇÃO DO POTENCIAL QUIMIOPROTETOR DE NANODISPERSÃO E EXTRATO ETANÓLICO DE Mikania glomerata Sprengel (ASTERACEAE).
Resumo: Mikania glomerata Sprengel é uma planta medicinal que possui a cumarina como marcador químico e devido às propriedades broncodilatadoras é extensamente utilizada na medicina tradicional brasileira. O principal objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial do extrato etanólico (EE) e nanodispersão (ND) de M. glomerata contra os efeitos citotóxicos e mutagênicos induzidos pelo quimioterápico ciclofosfamida (CPA). Esta avaliação foi realizada por meio do ensaio do micronúcleo em eritrócitos de medula óssea de camundongos albinos Swiss (Mus musculus) in vivo utilizando o protocolo de tratamento simultâneo. Os tratamentos com EE foram realizados nas concentrações 1,0; 0,5; 0,25; 0,008 e 0,004 mg.kg-1 de cumarina e com a ND nas concentrações 0,008 e 0,004 mg.kg-1 de cumarina. Os resultados obtidos demonstraram que a maioria dos tratamentos reduziu os danos citotóxicos promovidos pela CPA. Apenas o tratamento com EE na concentração 0,004mg.kg-1 de cumarina não apresentou este efeito. Na avaliação da antimutagenicidade, os tratamentos com EE (1,0; 0,5 e 0,25 mg.kg-1 de cumarina) e com a ND (0,008 e 0,004 mg.kg-1 de cumarina) demonstraram-se eficazes na redução da frequência de micronúcleos, apresentando-se como agentes antimutagênicos. Esses resultados também sinalizaram que o tratamento com a ND (0,008 mg.kg-1 de cumarina) apresentou maior efetividade, alcançando 60,38% de redução de danos mutagênicos. De modo geral, os componentes ativos de M. glomerata administrados através das nanodispersões foram mais eficientes na ação quimioprotetora, mesmo contendo concentrações muito inferiores do marcador químico, nas condições experimentais. Estes resultados reforçam a relevância da utilização da nanotecnologia para veiculação de compostos naturais e o potencial da tecnologia de extração de compostos através de nanodispersões.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5304
Aparece nas coleções:PPGCFAR – Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8524_Dissertação Esdras Andrade Santana_2016.pdf2.55 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.