Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5361
Título: O processo de cessação do fumar na perspectiva de ex-fumantes
Autor(es): Silva, Cremilda Maria de Mello
Orientador: Siqueira, Marluce Miguel de
Coorientador: Leite, Izildo Corrêa
Palavras-chave: Tabagismo
Fumantes - Aspectos sociais
Fumantes
Cessação de fumar
Fumantes - aspectos psicológicos
Tabaccoism
Stopping smoking
Smokers - socials aspects
Smokers - psychologicals aspects
Social representation theory
Data do documento: 5-Ago-2005
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Este estudo visa a compreender como os indivíduos vivenciam e elaboram o processo de cessação de fumar em seus contextos sociais, a partir da experiência de ex-fumantes. Os tabagistas passam por estágios motivacionais, até conseguirem deixar de fumar, o que, para alguns, pode levar pouco tempo; para outros, a cessação poderá se dar em alguns anos. A mudança de estágio é influenciada por vários fatores. Dentre eles, o estágio de cessação de fumar decorre da ação de forças presentes nas sociedades que buscam controlar o tabagismo, como também por fatores culturais que promovem indiretamente a abstenção do fumar. Esse fato ocorre por ser tabagismo uma prática que não se coaduna com as atuais concepções de saúde, beleza e bem-estar. A pesquisa desenvolve um estudo qualitativo com indivíduos que deixaram de fumar há pelo menos um ano e estavam em acompanhamento no Centro de Referência Estadual de Prevenção e Tratamento do Tabagismo (CREPTT). Foram entrevistados 17 sujeitos (11 mulheres e 6 homens), com idades que variam entre 36 a 71 anos. Os dados empíricos obtidos a partir dos discursos dos informantes foram analisados segundo a Análise Temática de Conteúdo e interpretados com aporte da Teoria das Representações Sociais. As conclusões mais importantes são as seguintes: a cessação de fumar evidenciou-se como um processo decorrente da tomada de consciência do tabagismo como um problema para o próprio indivíduo e para as pessoas próximas a ele. Fatores relacionados com o corpo e a convivência social contribuíram para que buscassem a recuperação do tabagismo. Os elos de experiência, interpretados como apoios para a abstinência, foram as redes interpessoais constituídas por familiares, profissionais e colegas do grupo de tratamento, contatos com ex-fumantes, sua determinação e fé. A abstenção do tabagismo foi associada a mudanças. Essas mudanças foram percebidas como condições para uma vida melhor. A abstenção do tabagismo é vista pelos ex-fumantes sujeitos deste estudo como uma condição, dentre outras, para se sentirem mais saudáveis, com melhor aparência física e aceitos socialmente.
This study aims to understand how individuals live and elaborate the stopping smoking process in their social contexts, beginning with former-smokers' experiences. The smokers go through motivational stages, until they manage to stop smoking, which for some can be a short time while for others, takes years. The stage change is influenced by several factors. It can be seen, among these, that the stopping smoking stage occurs due to present forces in the societies which aim to control tabaccoism, as well as, from cultural factors that promote smoking abstention indirectly. This last one being attributed, to the fact that tabaccoism as a practice does suit the current conceptions of health, beauty and well being. A qualitative study with carried out on individuals that had stopped smoking for at least one year and were being attended by the Prevention State Reference and Tabaccoism Treatment Center (CREPTT). 17 subjects (11 women and 6 men) with ages ranging from 36 to 71 years were interviewed. The empiric data obtained from interviews from former smokers were analyzed according to Content Thematic Analysis and interpreted according to the Social Representations Theory. The most important considerations are as follows: stopping smoking was shown to be an awareness process of perceiving tabaccoism as a problem of the individual and the people close to him or her. Factors related to the body and social coexistence contributed to the search for recovery from tabaccoism. The experience links, interpreted as abstinence supports, were the interpersonal network of relatives, professionals and treatment group colleagues, contact with former-smokers, determination and faith. Tabaccoism abstention was associated to changes. These changes, were perceived as conditions for a better life. Tabaccoism abstention by the former-smokers of this study is seen, to be the condition, among others, of feeling healthier, with a better physical appearance and social acceptance.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5361
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_2464_.pdf753.55 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.