Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5484
Título: O desafio de ser agente comunitário de saúde rural no Município de Jerônimo Monteiro-ES : um estudo na perspectiva da análise institucional
Autor(es): Baptistini, Renan Almeida
Orientador: Figueiredo, Túlio Alberto Martins de
Palavras-chave: Community health agent
Collective health
Health services in rural area
Data do documento: 2-Jul-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Resumo: Experimentação vivenciada com um grupo de oito Agentes Comunitários de Saúde que trabalham na zona rural do Município de Jerônimo Monteiro, no sul do Estado do Espírito Santo. Inspirada pela Análise Institucional, esta pesquisa buscou analisar os dispositivos instituídos e instituíntes da prática de um Agente Comunitário de Saúde Rural. Este estudo, de abordagem qualitativa, possibilitou, a partir de entrevistas e de um trabalho de observação feito através de visitas domiciliares na zona rural com os Agentes Comunitários de Saúde, caracterizar e conhecer o cotidiano laboral destes profissionais, bem como as singularidades e os desafios de seu local de trabalho – a zona rural. Alguns desafios podem ser apontados para o saber fazer e saber ser Agente Comunitário de Saúde na zona rural, como, por exemplo, o extenso território de abrangência da Estratégia Saúde da Família, a grande dispersão demográfica, os locais ermos, os animais e os acessos distantes ou mesmo quase inacessíveis aos domicílios rurais, principalmente nos dias chuvosos. O Município de Jerônimo Monteiro é caracterizado por uma situação fundiária típica do Estado do Espírito Santo, onde predominam pequenas propriedades rurais cortadas por estradas de terra batida. É neste contexto que os Agentes Comunitários de Saúde Rurais buscam, através de alternativas viáveis, cumprir suas ações instituídas e dar conta de, através da singularidade de outros espaços atípicos – um curral, por exemplo -, reinventar o novo
An experimentation with an experienced group of eight Community Health Workers who work in rural areas of the City of Jerônimo Monteiro, in the southern of Espírito Santo state. Inspired by the Institutional Analysis, this study aimed to analyze the arrangements in place and instituting the practice of a Rural Community Health Agent. This study, which brings a qualitative approach, made possible, through interviews and observation work done through home visits in rural areas with the Community Health Agents, characterize and understand the daily work of these professionals, as well as the peculiarities and challenges of its workplace – the countryside. Some challenges may be appointed to expertise and knowing how to be the Community Health Agent in rural areas, for example, the vast territory covered by the Family Health Strategy, the wide dispersal of population, the remote places, animals, and distant access or inaccessible to most rural households, especially on rainy days. The City of Jerônimo Monteiro is characterized by an agrarian situation typical of Espírito Santo, where small farms predominate crossed by dirt roads. In this context, the Community Health Workers Rural seek, through viable alternatives, fulfilling their actions instituted and realize, through the uniqueness of other atypical spaces – a kraal, for example – to reinvent the new
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5484
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
tese_5732_.pdf2.31 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.