Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5563
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorViana, Maria Carmen-
dc.date.accessioned2016-08-30T10:50:21Z-
dc.date.available2016-07-11-
dc.date.available2016-08-30T10:50:21Z-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/5563-
dc.format.mediumtexten
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accessen
dc.titleAssociação entre exposição a adversidades na infância e tabagismo na vida adultapor
dc.typemasterThesisen
dc.subject.udc614-
dcterms.abstractA associação entre experiências adversas na infância e o tabagismo tem sido documentados na literatura científica. Entretanto, há poucos estudos avaliando de forma sistemática papel da exposição a essas experiências na infância na ocorrência desse desfecho na vida adulta. O objetivo deste trabalho é avaliar a influência da exposição a uma ampla variedade de experiências adversas ocorridas na infância na ocorrência do tabagismo e do tabagismo precoce através de dois estudos: uma revisão sistemática e análise de dados do estudo epidemiológico dos transtornos mentais São Paulo Megacity. A revisão sistemática consistiu na busca de artigos através dos seguintes termos de busca: adverse childhood experience, childhood maltreatment, childhood abuse, child abuse and nicotine dependence, smoke, tobacco addiction, tobbaco smoking que levaram a identificação de 2632 artigos selecionados dos quais 30 atenderam aos critérios de inclusão do estudo. Os resultados obtidos foram: dos 30 artigos avaliados na revisão sistemática apenas três não verificaram associação entre as variáveis. O segundo estudo foi realizado com uma amostra probabilística da população geral (18 anos ou mais) da região metropolitana de São Paulo em que foram realizadas análises de associação (razões de chances - OR). As análises foram feitas através do programa estatístico Data Analysis and Statistical Software versão 12.0 (STATA 12.0), como resultado foi demonstrado que houve associação estatisticamente significativa entre exposição a adversidades na infância e tabagismo para a maioria das adversidades, exceto abuso sexual, perda parental e adversidade econômica.Todas as adversidades, exceto o abuso sexual e adversidade econômica, foram associadas a uma maior probabilidade de se tornar dependentes da nicotina mais cedo, mesmo após o ajuste para sexo, coorte de nascimento e maior nível educacional dos pais.por
dcterms.creatorFaria, Ana Paula Araújo-
dcterms.issued2015-03-20-
dcterms.subjectCrianças - Maus-tratos-
dcterms.subjectHábito de fumar-
dcterms.subjectTranstorno por uso de tabaco-
dcterms.subjectFumantes de cigarro-
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Saúde Coletivapor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.publisher.courseMestrado em Saúde Coletivapor
dc.contributor.refereeCoutinho, Evandro-
dc.contributor.refereeMolina, Maria Del Carmen-
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
tese_8814_2013_Ana Paula atualizada.pdf1.32 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.