Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5592
Título: Distribuição espacial e correlação da intensidade de fusariose em pimenta-do-reino com atributos do solo
Título(s) alternativo(s): Spatial Distribution of the Incidence of fusarium wilt in Black Pepper and Associations with Soil Attributes
Autor(es): Drumond Neto, Antonio Pereira
Orientador: Silva, Marcelo Barreto da
Coorientador: Lima, Julião Soares de Souza
Gontijo, Ivoney
Palavras-chave: Fusarium
Patógeno de solo
Epidemiologia
Espaço e tempo
Agricultura de precisão
Sistemas de informação geográfica
Fusarium
Pathogen soil
Epidemiology
Space and time
Precision Agriculture
Geographic information systems
Data do documento: 30-Mai-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: DRUMOND NETO, Antonio Pereira. Spatial Distribution of the Incidence of fusarium wilt in Black Pepper and Associations with Soil Attributes. 2012. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agricultura Tropical) - Universidade Federal do Espírito Santo, São Mateus, 2012.
Resumo: The black pepper is one of the most important spices and consumed worldwide. The fusarium wilt is the major disease that attacks the pipericultura in Brazil and is caused by the fungus Fusarium solani f. sp. piperis (Nectria haematococca f. sp. piperis). Plant growth and root diseases are directly influenced by physical, chemical and biological soil environment, which are interconnected and form complex associations between them. The plant nutrition and a fertile soil with good physical characteristics influence all parts of the triangle of root diseases. New tools to investigate the variability and complexity of the interaction between the soil environment and pathogen are poorly studied, so the aim of this study was to research and implement methods of geostatistics to understand the distribution and spatial correlation of the intensity of Fusarium in black pepper crop with soil attributes. The experiment was conducted in the period from 2010 to 2011 in the North of Espírito Santo, Brazil. Geostatistics was used to study the spatial dependence and implanted a regular sampling grid of 12,000 m2. For the intensity of the disease was performed seven assessments, totaling 303 days, making the last evaluation soil samples for determinations chemistry, physics and texture. For the spatial correlation between disease severity with soil attributes, we used the analysis of variograms. The maps of the distribution of the disease over time show an initial focus on the edges of the crop, alongside a crop of older black pepper kingdom. The disease correlates spatially with the attributes fine sand ratio Mg / K, magnesium, pH, exchangeable acidity and base saturation
A pimenta-do-reino é uma das especiarias mais importantes e consumidas no mundo. A fusariose é a principal doença que ataca a pipericultura no Brasil e é causada pelo fungo Fusarium solani f. sp. piperis (Nectria haematococca f. sp. piperis). O desenvolvimento das plantas assim como das doenças radiculares são influênciadas diretamente pelos componentes físicos, químicos e biológicos do ambiente do solo, que são interligados e formam associações complexas entre si. A nutrição da planta e um solo fértil com boas características físicas influênciam todas as partes do triângulo das doenças radiculares. Novas ferramentas capazes de pesquisar a variabilidade e a complexidade da interação entre ambiente do solo e patógeno são pouco estudadas, portanto, o objetivo do trabalho foi pesquisar e aplicar métodos da geoestatística para compreender a distribuição e a correlação espacial da intensidade de fusariose em pimenta-do-reino com os atributos do solo. O experimento foi conduzido no período de 2010 a 2011, na Região Norte do Estado do Espírito Santo. A geoestatística foi utilizada para estudar a dependência espacial e implantou-se uma malha amostral regular de 12.000 m2. Para a intensidade da doença foi realizada sete avaliações, totalizando 303 dias, realizando na ultima avaliação as amostragens de solo para determinações química, física e textural. Para a correlação espacial entre intensidade da doença com os atributos do solo, utilizou-se o escalonamento dos variogramas. Os mapas da distribuição da doença ao longo do tempo mostram foco inicial nas bordas da lavoura, ao lado de uma lavoura mais velha de pimenta-do-reino. A doença correlaciona-se espacialmente com os atributos areia fina, relação Mg/K, magnésio, pH, acidez trocável e saturação por base
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5592
Aparece nas coleções:PPGAT - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Antonio Pereira Drumond Neto - PARTE 1.pdf865.46 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.