Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5677
Título: Adaptação transcultural do EULAR Sjögren/ s syndrome disease activity index (ESSDAI) para a língua portuguesa brasileira
Autor(es): Serrano, érica Vieira
Orientador: Cade, Nágela Valadão
Coorientador: Valim, Valéria
Palavras-chave: Síndrome de Sjogren
Escalas
Estudos de validação
Scales
Validation studies
Data do documento: 5-Nov-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SERRANO, érica Vieira. Adaptação transcultural do EULAR Sjögren/ s syndrome disease activity index (ESSDAI) para a língua portuguesa brasileira. 2012. 117 f. Dissertação (Mestrado em Política, Administração e Avaliação em Saúde) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Resumo: Introduction: The EULAR Sjögren s Syndrome Disease Activity Index (ESSDAI) is a composite index to assess systemic activity of primary Sjögren s Syndrome (SSP) created in 2009 and it does not have any cultural adaptation to Portuguese language. Objective: To perform the cultural adaptation of ESSDAI for Brazilian Portuguese. Methods: Cross-sectional observational study with patients with SSP according to the European American Consensus 2002. In the adaptation process, there were six steps: conceptual equivalence, item, semantic, operational, measurement and functional. Semantic equivalence included translation, back translation, evaluation of semantics between the original and back translations, discussion with experts for final adjustments and pre-test of consensual version in twenty patients. In measurement equivalence, the psychometric properties of internal consistency, interobserver reproducibility and construct validity were assessed in 62 subjects. For the construct validity, the ESSDAI was compared with the Physician s Global Assessment (PhGA), the Sjögren s Syndrome Disease Activity Index (SSDAI), the Sjögren s Systemic Clinical Activity Index (SCAI), between groups "active" and "inactive" defined by expert and according to intention to treat, the groups "increase therapy" and "no increase in therapy." Statistical tests used were Cronbach s &#945; for internal consistency, the intraclass correlation coefficient and Bland Altman analysis for interobserver reproducibility, and the Spearman coefficient and Mann-Whitney test for validity (p <0.05 and CI: 95%). Results: There were no differences in the versions in both languages, giving the Brazilian consensual version. The sample consisted of women, aged 49.4 ± 11.6 years. The onset of symptoms was 7.2 ± 5.4 years and the time of diagnosis was 3.0 ± 3.3 years. The average score of the total score ESSDAI was 4.95 ± 6.73. Frequency domain was: 40.3% biological, 40.3% hematological, 27.4% articular, 14.5% respiratory, 11.3% peripheral nervous system, 9.7% constitutional, 8.1% renal, 8.1% glandular, 4.8% skin and 1.6% lymphadenopathy. Domains of the central nervous system and the muscles scored zero in all patients. Internal consistency was low and interobserver reproducibility of ESSDAI had a high intraclass correlation coefficient of 0.89 and good agreement by Bland Altman. In construct validity, the correlation with PhGA was 0.83 (p <0.000, Spearman coefficient), with SSDAI was 0.658 (p <0.000), and with SCAI was 0.411 (p = 0.001). Mann-Whitney test showed that the group "active" and the group "needed increased therapy" obtained the higher values in ESSDAI (p = 0.000). Conclusion: The Portuguese version of ESSDAI proved to be an adaptable instrument, reproducible and valid for Portuguese and can be used in the Brazilian context
Introdução: O EULAR Sjögren s Syndrome Disease Activity Index (ESSDAI) é um índice composto para avaliar a atividade sistêmica da Síndrome de Sjögren primária (SSP), criado em 2009 na língua inglesa, ainda sem adaptação cultural para a língua portuguesa. Objetivo: Realizar a adaptação transcultural do ESSDAI para a língua portuguesa brasileira. Método: Estudo observacional transversal de pacientes com SSP classificados de acordo com o consenso europeu-americano de 2002. No processo de adaptação transcultural, foram realizadas seis etapas: equivalência conceitual, de item, semântica, operacional, de mensuração e funcional. A equivalência semântica incluiu a tradução, a retrotradução (back translation), avaliação da semântica entre as retrotraduções e o original, a discussão com especialistas para ajustes finais e o pré-teste da versão consensual em vinte pacientes. Na equivalência de mensuração, as propriedades psicométricas de consistência interna, reprodutibilidade interobservador e validade de constructo foram avaliadas em 62 indivíduos. Para a validade de constructo, o ESSDAI foi comparado com a avaliação global do médico (PhGA), o Sjögren s Syndrome Disease Activity Index (SSDAI), o Sjögren s Systemic Clinical Activity Index (SCAI), entre grupos ativo e inativo definidos por um especiatista e segundo a intenção de tratar nos grupos aumento de terapia e sem aumento de terapia . Os testes estatísticos utilizados foram o &#945; de Cronbach para consistência interna, o coeficiente de correlação intraclasse e o método de Bland Altman para a reprodutibilidade interobservador, e o coeficiente de Spearman e teste de Mann-Whitney para a validade (p <0,05 e IC: 95%). Resultados: Não houve diferenças nas versões nas duas línguas, obtendo-se a versão consensual brasileira. A amostra foi constituída por mulheres, com idade de 49,4 ± 11,6 anos. O início dos sintomas foi de 7,2 ± 5,4 anos, e o tempo de diagnóstico foi de 3,0 ± 3,3 anos. A pontuação média do escore total do ESSDAI foi de 4,95 ± 6,73. Frequência de domínios foi de 40,3% biológico, 40,3% hematológico, 27,4% articular, 14,5% respiratório, 11,3% sistema nervoso periférico, 9,7% constitucional, 8,1% renal, 8,1% glandular, 4,8% pele e 1,6% linfadenopatia. Domínios do sistema nervoso central e os músculos foram zero em todos os pacientes. A consistência interna foi baixa, e a reprodutibilidade interobservador do ESSDAI obteve um forte coeficiente de correlação intraclasse de 0,89 e boa concordância pelo método de Bland Altman. Na validade de constructo, apresentou forte coeficiente de Spearman de 0,83 (p <0,000) com o PhGA, moderado com o SSDAI, com valor de 0,658 (p<0,000), e fraco com o SCAI, com valor de 0,411 (p=0,001). O Teste de Mann-Whitney mostrou que o grupo ativo e o grupo com aumento de terapia obtiveram maiores valores de ESSDAI (p = 0,000). Conclusão: A versão em português do ESSDAI mostrou ser um instrumento adaptável, reprodutível e válido para a língua portuguesa e pode ser usada no contexto brasileiro
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5677
Aparece nas coleções:PPGASC - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Erica Vieira Serrano.pdf1.26 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.