Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5757
Título: Avaliação de danos genômicos em pacientes submetidos a hemodiálise, após suplementação vitamínica
Autor(es): Batista, Thatiane Lorena Miranda
Palavras-chave: IRC
Vitaminas
Ensaio do micronúcleo
Alterações nucleares
CRF
Vitamins
Micronucleus assay
Nuclear alterations
Data do documento: 2-Mar-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BATISTA, Thatiane Lorena Miranda. Avaliação de danos genômicos em pacientes submetidos a hemodiálise, após suplementação vitamínica. 2012. 80 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Resumo: Chronic renal failure (CRF) is increasingly common in the population and involves the irreversible loss of kidney function necessitating treatment of renal replacement therapy. The most common is hemodialysis that performs a bypass filtration, removing fluids and toxins from the blood of the patient. But this process does not physiological causes an increase in oxidative stress and complications such as diseases of morbidity and mortality among them the cardiovascular disease and cancer. For a reduction in the frequency of these diseases is achieved the use of vitamins is necessary because the nutritional status affects the development of these diseases. The aim of this study was to examine the genotoxicity and cytotoxicity in chronic renal patients using the micronucleus assay in lymphocytes and buccal mucosa cells after vitamin supplementation by folic acid and vitamins E, C and B12. There were 16 voluntary patients provided that each of the three samples for each test, a sample was received before supplementation and during the treatment, after one and two months of use of vitamins. In the assay of lymphocytes with blocking cytokinesis (CBMN) were analyzed nuclear buds, nucleoplasmic bridges and micronuclei in binucleated cells, and nuclear division index. Already in the cells of mucosa were binucleated cells, mononucleated and apoptosis, karyolysis, micronucleus and broken egg. The results show that the frequency of nuclear abnormalities was reduced with the use of vitamins in two trials, and in some assessments there were no statistical differences. In addition, were found gender differences in behavior of supplementation. This study provides evidence that vitamin use by patients with chronic renal failure was associated with reductions in nuclear changes evaluated, which may contribute to better quality of life for these patients
A insuficiência renal crônica (IRC) é cada vez mais frequente na população e implica na perda irreversível das funções renais, o que torna necessário um tratamento de terapia renal substitutiva. A mais comum é a hemodiálise, que realiza uma filtração extracorpórea, removendo líquidos e toxinas do sangue do paciente. Porém, esse processo não fisiológico promove um aumento do estresse oxidativo e de complicações como doenças de morbimortalidade, dentre elas a doença cardiovascular e o câncer. Para que uma redução na frequência dessas doenças seja alcançada a utilização de vitaminas se faz necessária já que o estado nutricional interfere para o desenvolvimento dessas doenças. O objetivo desse estudo foi analisar a genotoxicidade e citotoxicidade em pacientes renais crônicos utilizando o ensaio do micronúcleo em linfócitos e células da mucosa bucal após a suplementação vitamínica por ácido fólico, e vitaminas E, C e B12. Dezesseis pacientes voluntários forneceram, cada um, três amostras para cada ensaio, uma amostra foi antes de receberem a suplementação e duas durante o tratamento, após um e dois meses de utilização das vitaminas. No ensaio dos linfócitos com bloqueio de citocinese (CBMN) foram analisados brotos, pontes nucleoplasmática e micronúcleos em células binucleadas, além do índice de divisão nuclear. Já nas células da mucosa foram analisadas células binucleadas, e as mononucleadas em apoptose, cariólise, com micronúcleos e broken egg. Os resultados obtidos demonstram que a frequência das alterações nucleares foi reduzida com a utilização das vitaminas, nos dois ensaios, sendo que algumas avaliações não tiveram diferenças estatísticas. Além disso, foram encontradas diferenças de comportamento dos gêneros frente à suplementação. Este trabalho fornece evidências de que a utilização vitamínica, pelos pacientes renais crônicos, foi associada a reduções das alterações nucleares avaliadas, o que pode contribuir para melhor qualidade de vida desses indivíduos
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5757
Aparece nas coleções:PPGBIO - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
9776.pdf1.93 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.