Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5800
Título: Modelos digitais de elevação na sub-bacia hidrográfica do córrego Horizonte, Alegre - Espírito Santo
Título(s) alternativo(s): Digital elevation models in the sub-basin of the stream Horizonte, Alegre Espírito Santo
Autor(es): Saito, Nathalia Suemi
Orientador: Santos, Alexandre Rosa dos
Coorientador: Bauer, Maristela de Oliveira
Palavras-chave: Sensoriamento Remoto
Interpolação
Modelagem
Sistemas de Informação Geográfica
Horizonte
Córrego
Sub-bacia (Alegre, ES)
Remote Sensing
Interpolation
Modelling
Geographic Information Systems
Horizon
Stream
Sub-basin (Alegre, ES)
Data do documento: 23-Fev-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SAITO, Nathalia Suemi. Digital elevation models in the sub-basin of the stream Horizonte, Alegre Espírito Santo. 2011. 131 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2011.
Resumo: Esta pesquisa objetivou utilizar a geotecnologia para a obtenção de informações da superfície terrestre, por meio de diferentes interpoladores e base de dados para a geração do Modelo Digital de Elevação, na sub-bacia hidrográfica do córrego Horizonte, Alegre - ES. Foram utilizadas as curvas de nível do IBGE e a imagem do SRTM como dados altimétricos. Testaram-se os interpoladores Inverso do quadrado da distância, Krigagem 1 e 2, Spline 1, 2 e B, TIN 1 e 2, Topo to Raster 1 e Topo to Raster 2. Coletaram-se em campo pontos de referência. Além disso, pontos subtraídos das curvas de nível foram utilizados como pontos de teste. Após a geração dos modelos aplicaram-se as técnicas de stream burnning e avaliaram-se os modelos por meio de análise de discrepâncias entre as altitudes dos modelos e dos pontos de referências, avaliaram-se, também, as coincidências das hidrografias e a performance dos modelos por meio de índices estatísticos. Após a aplicação das tecnincas de pós-processamento verificou-se que os métodos TIN 1 e 2 e Topo to Raster 1 e 2 apresentaram os menores números de depressões espúrias, sendo que todos os modelos foram semelhantes na coincidência com a hidrografia mapeada. Sem a técnica houve um grande número de inconsistências. O interpolador Topo to Raster 2 foi superior em todos os índices calculados e em todas as análises realizadas. Observou-se que é essencial a aplicação das técnicas de stream burnning para melhoria da coincidência espacial das hidrografias (numérica e mapeada), já que os modelos gerados sem as técnicas de pós-processamento são inadequados para análises hidrológicas, porém as análises com os MDE gerados com os dados SRTM indicaram melhores resultados para extração de valores altimétricos. Constatou-se pelas diversas análises que o MDEHC (IBGE) pelo Topo to Raster 2 é o indicado para a geração de MDE na sub-bacia hidrográfica do córrego Horizonte, Alegre ES
This research aimed to use the Geotechnology to obtain informations from the surface through different interpolators and database to create digital elevation model, in the sub-basin of the stream Horizonte, Alegre - ES. Were used the contour of the IBGE and the image of SRTM as altimetry data. Tested the interpolators Inverse distance weight, Kriging 1 and 2, Spline 1, 2, and B, TIN 1 and 2, Topo to Raster 1 and Topo to Raster 2......
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5800
Aparece nas coleções:PPGCF - Dissertações de Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Dissertacao de Nathalia Suemi Saito.pdf5.73 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.