Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5924
Título: Efeitos da eletroacupuntura sobre a peritonite polimicrobiana induzida por inoculação intraperitoneal de fezes em camundongos
Autor(es): Brito, Eliana Ferraz de
Orientador: Pereira, Fausto Edmundo Lima
Coorientador: Coelho, Regina Maria Araújo
Palavras-chave: Eletroacupuntura
Peritonite fecal
Ketamina
Xilazina
Electroacupuncture
Fecal peritonitis
Ketamine
Xylazine
Data do documento: 3-Set-2010
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: BRITO, Eliana Ferraz de. Efeitos da eletroacupuntura sobre a peritonite polimicrobiana induzida por inoculação intraperitoneal de fezes em camundongos. 2010. 53 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Doenças Infecciosas) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2010.
Resumo: Introdução. A acupuntura e a eletroacupuntura têm efeitos antiinflamatórios, demonstrados em modelos experimentais e em algumas observações em humanos, mas muito pouco se conhece sobre o seu impacto na evolução de infecções. Há uma observação sobre efeitos da acupuntura nas fases iniciais da sepse induzida por ligadura e punção do ceco em ratos, mostrando redução das bactérias nas primeiras 6 horas. Objetivos. Avaliar os efeitos da eletroacupuntura na evolução de uma peritonite polimicrobiana por inoculação intraperitoneal de fezes em camundongos. Material e Métodos. Camundongos suíços, machos, 6-8 semanas de idade, foram anestesiados com ketamina e xilazina e inoculados por via intraperitoneal com 4μl/g de peso corporal de uma suspensão de fezes diluídas a 1:9 (peso/vol em salina). Imediatamente após, um grupo recebia as agulhas nos pontos E-36 e VB-30, bilateralmente, permanecendo sem qualquer manipulação; o outro grupo recebeu as agulhas nos mesmos pontos, com estimulação elétrica (2 Hz) durante 30 minutos. Em um experimento se avaliou o número de neutrófilos exsudados na cavidade peritoneal 24h após a indução da peritonite e em outro experimento os animais foram acompanhados por 14 dias, quando foram eutanasiados para contagem e medida dos abscessos intraperitoneais. Resultados. Houve aumento significativo do número de neutrófilos na cavidade peritoneal e redução do número e tamanho dos abscessos intraperitoneais nos animais que receberam a eletroacupuntura. Conclusão. A eletroacupuntura aumentou a resistência dos camundongos à peritonite polimicrobiana induzida por uma suspensão de fezes. Este dado foi indicado pela maior exsudação de neutrófilos nas primeiras 24 horas e pelo menor número e tamanho dos abscessos intraperitoneais avaliados 14 dias depois da indução da peritonite. Uma explicação possível para o resultado observado seria o efeito da EA liberando mediadores do simpático e endorfinas que potencializariam a imunidade inata agindo em receptores α adrenérgicos de macrófagos peritoneais e potencializando a ação de células citotóxicas naturais
Introduction. Acupuncture and electroacupuncture have anti-inflammatory effects as demonstrated in experimental models and some observations in humans, but little is known about their impact on the evolution of infections. There is one observation on effects of acupuncture in the early stages of sepsis induced by cecal ligation and puncture in rats, showing a reduction of bacteria in the first six hours. Objectives. To study the effects of electroacupuncture on the evolution of a polymicrobial peritonitis by intraperitoneal inoculation of feces in mice. Material and Methods. Male Swiss mice, 6-8 weeks old, were anesthetized with ketamine and xylazine and inoculated by intra-peritoneal route with 4μl / g body weight of a suspension of feces diluted to 1:9 (weight / vol in saline). Immediately after, a group received the needles in points E36 and VB-30, bilaterally, remaining without any manipulation, and other group received the needles on the same points with electrical stimulation (2 Hz) for 30 minutes. In one experiment the neutrophils in the peritoneal exudates were counted 24 h after induction of peritonitis and in another experiment the animals were followed up for 14 days when they were euthanized for counting and measurement of intraperitoneal abscesses. Results. Significant increase in the number of neutrophils in the peritoneal cavity and reduction in number and size of intraperitoneal abscesses were observed in the animals receiving electroacupuncture. Conclusion. Electroacupuncture increased the resistance of mice to polymicrobial peritonitis induced by a suspension of feces. This conclusion is supported by the higher exudation of neutrophils in the first 24 hours and the lower number and size of intra-peritoneal abscesses evaluated 14 days after peritonitis induction. A possible explanation for the observed result would be the effect of EA releasing sympathetic mediators and endorphins enhancing the innate immunity by acting on α-adrenergic receptors of peritoneal macrophages and stimulating the activity of natural killer cells
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/5924
Aparece nas coleções:PPGDI - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Eliana Ferrraz de Brito.pdf1.78 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.