Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6159
Título: Classificação de estado trófico de reservatórios : estudo de caso : reservatório de Rio Bonito (ES)
Autor(es): Trindade, Priscilla Basilio Cardoso Barros
Orientador: Mendonça, Antonio Sergio Ferreira
Palavras-chave: Eutrofização
Modelos matemáticos
Nutrientes
Reservatório
Data do documento: 23-Ago-2011
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: TRINDADE, Priscilla Basilio Cardoso Barros. Classificação de estado trófico de reservatórios : estudo de caso : reservatório de Rio Bonito (ES). 2011. 156 f. Dissertação (Mestrado em Poluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2011
Resumo: O reservatório da Pequena Central Hidrelétrica de Rio Bonito, localizada na bacia do rio Santa Maria da Vitória, um dos principais mananciais de abastecimento da Região Metropolitana da Grande Vitória, recebe aporte de nutrientes provenientes de esgotos domésticos, cultivos agrícolas, granjas e pocilgas. No presente estudo procurou-se analisar as condições do corpo de água, quanto a aspectos relacionados com a eutrofização, para o ano hidrológico outubro de 2008 a setembro de 2009, a partir de resultados de monitoramento bimestral de qualidade de água realizado em pontos situados no seu interior, à montante e à jusante. Foi realizada classificação das águas do reservatório, quanto ao estado trófico, de acordo com diferentes modelos matemáticos e Índices de Estado Trófico (IET), incluindo modelos de Salas e Martino (1991) e da OECD, além de IETs de Carlson e de Lamparelli e da Flórida. O Índice Morfoedáfico foi utilizado para estimativa da concentração natural de fósforo total no reservatório de Rio Bonito. Concluiu-se que diferentes modelos podem resultar em diferentes classificações de níveis de trofia e que o ponto situado a jusante do reservatório apresentou melhores condições qualitativas do que o situado a montante, considerando diversos parâmetros monitorados, indicando que o reservatório está funcionando como uma lagoa de estabilização de tratamento de efluentes
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Priscilla Basilio parte 1.pdf1.44 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.