Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6168
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorCoelho, Edumar Ramos Cabral-
dc.date.accessioned2016-12-23T14:04:34Z-
dc.date.available2013-01-18-
dc.date.available2016-12-23T14:04:34Z-
dc.identifier.citationLOUREIRO, Lorena Frasson. Avaliação da adsorção do herbicida 2,4-D em carvão ativado em pó e granular por meio de análises de isotermas de adsorção utilizando diferentes qualidades de água. 2012. 129 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufes.br/handle/10/6168-
dc.format.mediumtexteng
dc.publisherUniversidade Federal do Espírito Santopor
dc.rightsopen accesseng
dc.titleAvaliação da adsorção do herbicida 2,4-D em carvão ativado em pó e granular por meio de análises de isotermas de adsorção utilizando diferentes qualidades de águapor
dc.typemasterThesiseng
dc.subject.udc628-
dc.subject.br-rjbnHerbicidaspor
dc.subject.br-rjbnCarbono ativadopor
dc.subject.br-rjbnAdsorçãopor
dcterms.abstractEste trabalho teve como objetivo avaliar as características físico-químicas do carvão ativado (CA) gerado a partir da casca de coco e do pinus e tentar associá-las à capacidade de adsorção do herbicida 2,4-D pelos carvões ativados estudados por meio de ensaios de isotermas de adsorção em água destilada e deionizada (ADD) e em água filtrada (AF) a partir dos modelos de Freundlich e de Langmuir, assim como verificar se a redução da granulometria do carvão interfere na capacidade de adsorção do 2,4-D. O motivo pelo qual inicialmente se utilizou ADD foi avaliar a eficiência do CA em adsorver o herbicida sem que houvesse qualquer outro interferente que pudesse competir com o 2,4-D e para comparar os resultados obtidos em ADD com os obtidos na AF. O pH da solução de 2,4-D (6,86) foi ajustado para valores/condições reais de operação da ETA Carapina - ES, que forneceu a AF utilizada nesse trabalho. A pesquisa utilizou carvões ativados vegetais fornecidos por dois fabricantes brasileiros. Uma das empresas forneceu o CAG e o CAP derivados da casca de coco. O CAG foi utilizado na sua granulometria original (08x30 mesh), onde foi denominado de CA-1, e na granulometria menor que 325 mesh, denominado de CA-2. Já o CAP, fornecido por esta mesma empresa, foi denominado de CA-3. O outro fabricante forneceu o CAP derivado do pinus e este carvão foi denominado de CA-4. Dentre os carvões estudados, o CA-3 apresentou maior capacidade adsortiva máxima (qA,máx). As análises fisíco-químicas não contribuíram para a escolha do carvão mais eficiente e, estatisticamente, não houve diferença entre os ensaios realizados em ADD e AFpor
dcterms.abstractThis research aims to evaluate the activated carbon (AC) physical-chemicals characteristics generated from coconut´s peel and pinus and associate them to 2,4-D herbicide adsorption capacity of studied activated carbons by adsorption isotherms assay in destilated and deionized water (DDW) and filtered water (FW) from Freundlich and Langmuir models, as well as verifying the carbon granulometry reduction interference on the 2,4-D adsorption capacity. Firstly, the DDW was used to evaluate the AC herbicide adsorption efficiency without any interferent which might compete with 2,4-D and to compare the results obtained from DDW with FW results. 2,4-D pH solution (6,86) was fitted to real operational values/conditions of Carapina Water Treatment Plant (WTP) ES, which provide the FW used in this study. The research used vegetable AC provided by two Brazilian producers. One company provided GAC and PAC derivated from coconut peel. The GAC used with the normal granulometry (08x30 mesh) was named CA-1, and with a granulometry lower than 325 mesh was named CA-2. CAP was named CA-3. The another company provided PAC derivated from pinus, which was named CA-4. CA-3 showed higher maximum adsorption capacity (qAmax). The physical-chemicals analysis did not contributed to the most efficient coal selection and, statistically, there were not differences between DDW and FW assayseng
dcterms.creatorLoureiro, Lorena Frasson-
dcterms.formatTexteng
dcterms.issued2012-06-11-
dcterms.languageporpor
dcterms.subjectHerbicideseng
dcterms.subjectActivated carboneng
dcterms.subjectAdsorptioneng
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentPoluição do Ar, Recursos Hídricos, Saneamento Ambientalpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Ambientalpor
dc.publisher.initialsUFESpor
dc.subject.cnpqEngenharia Sanitáriapor
dc.publisher.courseMestrado em Engenharia Ambientalpor
dc.contributor.refereeBenetti, Antonio Domingues-
dc.contributor.refereeReis, José Antonio Tosta dos-
dc.contributor.advisor-coFreitas, Jair Carlos Checon de-
frapo.hasFundingAgencyCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior-
Aparece nas coleções:PPGEA - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Lorena Frasson.pdf1.41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.