Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6238
Título: Análise estatística de correlações PVT de petróleos
Autor(es): Gomes, Garben Bravim
Orientador: Mattos, Márcio Coelho de
Palavras-chave: Correlações
Propriedades PVT
Reservatórios de Petróleo
Correlation
PVT properties
Petroleum reservoir
Data do documento: 8-Out-2008
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: GOMES, Garben Bravim. Análise estatística de correlações PVT de petróleos. 2008. 128 f. Dissertação (Mestrado em Materiais e Processos de Fabricação; Mecânica dos Sólidos) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2008.
Resumo: Uma estimação precisa do comportamento do reservatório é necessária para a avaliação das reservas de hidrocarbonetos, previsão de desempenho futuro desenvolvimento das instalações de produção e planejamento de métodos eficazes de recuperação de óleo. No entanto, a medição de todas as propriedades do petróleo durante a operação de um poço exploratório é inviável por causa do tempo demandado para a completa caracterização. O problema é contornado com a medição de algumas propriedades, a partir das quais se estimam outras. Com esta finalidade diversos modelos foram desenvolvidos nos últimos anos para relacionar, de forma eficiente, as propriedades do fluido do reservatório como, por exemplo, fator volume de formação, razão de solubilidade, pressão de saturação, temperatura, grau API, densidade etc. Estes modelos são conhecidos na literatura e indústria como correlações PVT, dentre as quais as mais conhecidas são de Standing, Glaso e Vazquez-Beggs. Diversas modificações dessas correlações têm sido introduzidas nos últimos anos por De Ghetto, Al Marroun, Petrosky, dentre outros. Neste trabalho apresentamos, com aplicação de um ferramental estatístico adequado, uma análise destas das correlações PVT que estimam a pressão de saturação propostas por Standing, Glaso e Vazquez-Beggs. Os dados experimentais utilizados são os apresentados por De Ghetto et al. (1995).
A precise estimation of a reservoir behavior is very important for the correct evaluation of hydrocarbons amount, prediction of the performance, development of production facilities and planning of efficient recuperation methods. But direct evaluation of all petroleum properties is not viable during operation of an exploratory well bore. This problem is solved by estimating some properties from others whose evaluation in laboratory is easier. Several correlations were proposed and commented in the literature for correlating oil formation volume factor, solubility ratio, bubble point pressure, reservoir temperature, oil gravity, gas gravity, and so on. These models have been nominated PVT correlations, although sometimes the include some non PVT properties as oil and gas viscosity. The most famous correlations is that proposed by Standing, Glaso and Vazquez-Beggs, which have been modified by other researchers as, for example, De Gheto, Al Marroun and Petrosky. In this work, we present statistical analysis of some correlations (for bubble point pressure estimation) for Standing, Glaso and Vazquez-Beggs correlations. The experimental data are that presented by De Gheto in 1995.
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6238
Aparece nas coleções:PPGEM - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Arquivo 1 - Capa 1.pdf14.49 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.