Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6273
Título: A teoria de mundo-próprio de Jakob Von Uexkull: entre a metafísica e o naturalismo
Autor(es): Souza, Elaine Cristina Borges de
Orientador: Araujo, Arthur Octavio de Melo
Palavras-chave: Umwelt
Metafísica
Naturalismo
Filosofia
Umwelt
metaphisics
naturalism
philosophy
Data do documento: 14-Dez-2012
Editor: Universidade Federal do Espírito Santo
Citação: SOUZA, Elaine Cristina Borges de. A teoria de mundo-próprio de Jakob Von Uexkull: entre a metafísica e o naturalismo. 2012. 79 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 2012.
Resumo: This work proposes to analyze the philosophical meanig of the theory of "self-world" (in German, Umwelt) devoloped by the biologist Jakob Von Uexkull. Among different interpretations proposed by important philophers, the theory is situted between an eventual metaphysics and a particular form of naturalism regarding to the way how different lived organisms perceive and act on the environment. To make possible this study, this work is divided in tree chapters. The fist on is dedicated to an analysis on the wide influence that Uexkull had from Kant s ideas and that indicates the philosophical basis of his theoretical biology. In the second chapter, we will analyze Heidegger interpretation that understands the theory of self-world in a particular metalphisical meaning. In the third chapter, we will examine the interpratation that understands the theory of sel-world as an altenative form of naturalism which breaks away the cartesian dualism in Merleau-Ponty view. From this showing, it is proposed to evaluate the eventual interpretations for the theory of self-world and their philosophical consequences
A presente dissertação propõe a analisar o significado filosófico da teroia "mundo-próprio" (ou, em alemão, umwelt) do biólogo Jakob Von Uexkull. Entre diferentes interpretações, propostas por importantes filósofos, a teoria se situa entre uma possível metafísica ou uma forma particular de naturalismo em relação ao modo como diferentes organismos vivos percebem e agem no mundo. Para que seja possível este estudo, o trabalho está dividido em quatro capítulos. O primeiro é dedicado a uma análise da ampla influência que Uexkull teve das idéias de Kant e que mostra ser o fundamento filosófico de sua biologia teórica. No segundo capítulo, será analisada a interpretação de Heidegger que compreende a teria de mundo-próprio com um significado metafísico particular. No terceiro capítulo, examina-se uma interpretação que entende a teoria de mundo-próprio como uma forma alternativa de naturalismo que rompe com o dualismo cartesiano no ponto de vista de Merleau-Ponty. A partir desta exposição, propõem-se avaliar as possíveis interpretações da teoria de mundo-próprio e suas consequências filosóficas
URI: http://repositorio.ufes.br/handle/10/6273
Aparece nas coleções:PPGFIL - Dissertações de mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Elaine Cristina Borges de Souza.pdf1.84 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.